Para conter o avanço da infecção do coronavírus, Israel confirmou a aplicação da quarta dose em pessoas com imunidade enfraquecida e idosos em instituições de cuidados AFP

Israel registrou um caso raro de "flurona", infecção dupla de covid-19 e gripe ao mesmo tempo. A paciente é uma jovem que está grávida, mas apresentou sintomas leves.
Ela estava internada no Rabin Medical Center, na cidade de Petah Tikva. De acordo com a unidade hospitalar, ela não foi vacinada contra a covid-19 ou contra a influenza.
Os especialistas da saúde de Israel estudam o caso para saber se a dupla infecção pode causar um diagnóstico mais grave. Segundo as autoridades, é possível que outras pessoas tenham sido infectadas pela "flurona", porém sem diagnóstico.
Ao jornal local "Hamodia", o professor Arnon Vizhnitser falou sobre o caso de dupla infecção. "Ambos os testes deram positivo, mesmo depois de verificarmos novamente. A doença é a mesma. Elas são virais e causam dificuldade para respirar, pois ambos atacam o trato respiratório superior", disse ele. 
A jovem grávida deve receber alta na próxima quinta-feira. Israral vive um surto de casos. Houve 1.376.256 infecções e 8.243 mortes relacionadas ao coronavírus relatadas em Israel desde o início da pandemia.
O país vai estender a aplicação de uma quarta dose da vacina contra a covid-19 para mais um público. A imunização valerá para idosos em instituições de cuidados. O ministro da Saúde Nitzan Horowitz já havia informado que pessoas com imunidade enfraquecida poderão tomar a quarta dose do imunizante, com o objetivo de conter o avanço da variante ômicron.