Não dê ataque como o cliente da Light: aprenda a desestressar!

Na semana passada, morador de Campo Grande quebrou carro da concessionária irritado porque funcionários cortaram sua luz. Especialistas dão dicas para relaxar

Por Gustavo Ribeiro*

Homem quebrou carro da Light em Campo Grande
Homem quebrou carro da Light em Campo Grande -
Rio - Um morador de Campo Grande com a cabeça quente fez as redes sociais ferverem na semana passada. Revoltado porque a Light cortou sua energia elétrica por atrasos no pagamento, o homem não pensou duas vezes e quebrou o carro da concessionária com ferro. Em vez de pagar os R$ 500 que devia, saiu no prejuízo de R$ 2 mil em fiança para não parar atrás das grades. Muita calma nessa hora... Métodos simples podem evitar ataques de fúria no dia a dia causados pelo estresse — o chamado de 'mal do século' por especialistas da mente.
Entre as técnicas ensinadas pela psicóloga Miriam Pontes de Farias, uma curiosa: socar almofadas ou travesseiros para liberar a raiva. Sim, há uma razão personagens de novela jogarem objetos ao vento! "Quando se pratica box, é como se tivesse socando alguma coisa. Pode imaginar que o alvo é algo ou alguém que te perturba! É uma forma de liberar a adrenalina", explica Miriam. Só não vá descontar a raiva em objetos que quebrem ou machuquem. Atividades físicas também liberam endorfina, substância de prazer que acalma a mente e os pensamentos, diz ela.
Para a psicóloga Aline Saramago, a distração é outra ferramenta poderosa. "É importante você se distrair às vezes. Se o trabalho está estressante, pode escutar música, um podcast ou assistir a um vídeo para se distrair. A ideia é tirar o foco do problema e buscar distrações", aponta. Em uma situação ápice como a do morador de Campo Grande, só contar até dez poderia não ser suficiente. "É melhor pensar em dez lugares que você gostaria de visitar no mundo. Contar até dez talvez não dê tempo para frear a amígdala, parte do cérebro relacionada aos impulsos, e acionar o córtex, a parte mais racional", orienta.
Marina Barreto destruiu o próprio celular em briga de relacionamento - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Miriam recomenda práticas de auto-hipnose para prevenir a ira. A hipnose é um estado neurofisiológico em que a pessoa sente relaxamento e bem-estar. Existe um exercício bem simples. Primeiro, a pessoa deve parar o que está fazendo e olhar para o alto da cabeça como se quisesse verificar o que se passa dentro do cérebro. Abrindo bem os olhos, movimente o globo ocular de um lado para o outro. Quando sentir as pálpebras pesadas, feche os olhos e mentalize que nenhum mal irá acontecer. Continue fazendo o movimento com os olhos fechados. "Sua atenção ficará concentrada só no exercício. A mente ficará calma por não estar pensando em mais nada", ressalta.
Muitos prejuízos
Chegar ao descontrole causa muitos prejuízos. Em uma discussão de relacionamento, a estudante de Pedagogia Marina Barreto, de 23 anos, jogou o próprio celular no chão e destruiu o aparelho. "Acabei gerando um transtorno maior para minha vida, tanto financeiro quanto emocional", confessa. Por sorte o pintor J. L., 38 anos, não destruiu sua vida. Quando um primo foi morto, ele ficou revoltado e entrou para o crime. Largou o trabalho, se associou ao tráfico e passou um bom tempo em busca do assassino para se vingar. "Agradeço a Deus por não ter conseguido matar esse rapaz. Foi um intenso período de fúria", lembra. J. L. estuda Teologia e deixou a criminalidade. Quem nunca se irritou com telemarketing? "No fim das contas, abro a boca e falo um monte de palavrão", admite o corretor Emerson Figueiró, 68.
Emerson Figueiró se irrita com ligações de telemarketing - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Pare, pense e prossiga. Agir como um sinal de trânsito é uma dica para controlar os impulsos. "Diante de situação em que você sinta um desconforto, pare um pouco, não reaja de supetão e pense sobre aquela situação. A gente não precisa responder nada de imediato", indica a psicóloga Aline Saramago. Exercícios de respiração e meditação também são ótimos para se acalmar. "Se você respirar inspirando em 4 segundos e expirando em 4 segundos, mais pelo abdômen do que pelo peito, durante 4 minutos, antes disso já relaxou", diz Aline. Assim como a auto-hipnose, a pessoa tira o foco de pensamentos perturbadores e se concentra no 'aqui, agora'. Funciona para dormir.
E a máxima que diz 'Tá nervoso? Vai pescar", funciona? Nem sempre. "O diferencial é fazer alguma atividade que você gosta. Tem pessoas que gostam de pescar. Para outras, é um tédio", comenta Aline Saramago.
* Colaborou o estagiário Felipe Rebouças, sob supervisão de Luiz Almeida

Galeria de Fotos

Marina Barreto destruiu o próprio celular em briga de relacionamento Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Ligações irritam Emerson Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Homem quebrou carro da Light em Campo Grande Reprodução

Comentários