Mais Lidas

Conta Social: bioeconomia em alta na pauta do Green Rio

Brasil, dono da maior biodiversidade do planeta, pode ser um dos líderes deste mercado, ao lado de Alemanha e França

Por thiago.antunes

Rio - Já reconhecida como a ‘economia do século 21’, a bioeconomia movimenta 2 trilhões de euros (o equivalente a 7 trilhões de reais) e gera cerca de 22 milhões de empregos, segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

E o Brasil, dono da maior biodiversidade do planeta, pode ser um dos líderes deste mercado, ao lado de Alemanha e França. O crescimento da bioeconomia por aqui é o tema central da sexta edição do Green Rio, que reúne representantes da economia verde e do setor orgânico na Marina da Glória, de quarta a sábado.

O evento, considerado uma plataforma para negócios sustentáveis, espera receber mais de 3 mil visitantes e expositores do Brasil e do exterior. Desafios do mundo moderno, como escassez de água potável, produção sustentável de alimentos e de energia, mobilidade urbana e mudanças climáticas estão na pauta da edição de 2017. Em rodadas de negócios, o Green Rio já movimentou até hoje mais de R$ 8 milhões.

Menos absorventes, menos lixo

As 103 milhões de brasileiras produzem cerca de 310 toneladas de lixo por ano só com absorventes higiênicos comuns — uma única mulher é capaz de gerar 182 quilos de lixo ao longo da vida com o produto. É o que mostra levantamento da Fleurity, marca de coletores menstruais, ao estimar uma economia de R$ 1.432,80 em dez anos com o uso dos coletores.

O cálculo prevê que num ciclo menstrual de quatro dias gasta-se em 40 anos (média da vida fértil da mulher) quase 8 mil absorventes. Os médicos não confirmam, mas usuárias garantem: o copinho de silicone hipoalergênico e antibacteriano que coleta o sangue da menstruação é confortável, com baixo risco de infecções, econômico e ecologicamente correto.

Muda de Pau Brasil vira atração a caminho do Pão de Açúcar

Um estudante de Duque de Caxias foi o escolhido para plantar essa mudinha especial aí da foto na saída da Estação II do Bondinho Pão de Açúcar no Dia do Pau Brasil (3 de maio). A ação fez parte do programa Educa Bondinho, que promove uma aula de educação ambiental a estudantes do Rio. A muda da espécie cada vez mais rara no país que leva seu nome veio do Parque Nacional Pau Brasil, em Porto Seguro (BA), um de seus últimos refúgios.

Um estudante de Duque de Caxias foi o escolhido para plantar essa mudinha especial aí da foto na saída da Estação II do Bondinho Pão de AçúcarDivulgação


Benefício para mães

Uma parceria entre a agência de publicidade Ogilvy e o aplicativo 99 garante corridas de táxi a custo zero para funcionárias mães se deslocarem para amamentar seus filhos em casa ou na creche, no horário do almoço, no Rio, em São Paulo e em Porto Alegre. O benefício deu tão certo que a 99 já estuda levar o ‘Amamentáxi’ para outras empresas interessadas.

Boas ações em dia

Abrem amanhã as inscrições para a 3ª edição do Prêmio Prudential Espírito Comunitário, que reconhece jovens que praticam o voluntariado. Podem participar alunos de 14 a 19 anos, matriculados no Ensino Médio de escolas públicas e privadas da Região Metropolitana. As iniciativas devem ser inscritas no site www.premioprudential.com.br até 1º de setembro.

O Lar Irmão São Francisco, em Manguinhos, recebe neste fim de semana o time de colaboradores dos projetos Voluntariado NET Claro Embratel e o ‘Tudo de cor pra você’ da Tintas Coral para um mutirão de pintura da fachada e pequenos reparos.

Furnas prorrogou as inscrições de projetos para seu Edital Social 2017 até dia 25. Serão destinados R$ 5 milhões para ações sociais voltadas a promover a melhoria da qualidade de vida de moradores de municípios onde a empresa possui instalações e em locais de implantação de novos empreendimentos.

No Centro Cultural TRT, a mostra Mitologia Pessoal, de Alexandre Pinhel, que vai até dia 30, terá a renda da venda das obras revertida para o Cristo Redentor. Já na Paróquia São José da Lagoa, a exposição Salve Maria, com telas do artista Marco Velasquez, receberá doações para projetos sociais da ‘igreja de vidro’ a partir de sábado. A curadoria é do Padre Omar.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia