A discutida relação dos técnicos com jornalistas

Por

A rotina das sempre enfadonhas coletivas dos treinadores de futebol após as partidas foi quebrada neste último fim de semana, pela discussão do técnico do Vitória, Wagner Mancini, com o repórter da rádio Bandeirantes, Felipe Garraffa. A proporção que tomou, dividindo opiniões e provocando reações furiosas nas redes sociais, apenas revelou o quanto é tão mal-resolvida a relação entre os profissionais do futebol com a imprensa esportiva. E, no fundo, revelando que a preocupação, antes do dever profissional de cada um, está em fazer prevalecer suas convicções e vitórias pessoais. Uma situação tão maluca como problemática, a ponto do treinador, depois do jogo, em telefonema a um amigo - também espalhado na rede - comemorar mais o seu desempenho no embate com o jornalista que o fato do time dele ter quebrado a longa invencibilidade do líder do campeonato.

A tal "DR", discutir a relação, como se vê, não vale só para os melhores ou piores namoros ou casamentos. Ao caso, ela até que se aplicaria muito bem.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia