Na Câmara, CCJ quer votar denúncia logo

Por

Entrou pela noite de ontem a sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para analisar o parecer que pede a rejeição da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. Os governistas adotaram a estratégia de esvaziar a sessão com o objetivo de garantir a votação do parecer do tucano Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) hoje.

Para acelerar a apreciação da denúncia na comissão, poucos governistas se inscreveram para discursar. Mesmo assim, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), encaminhou para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), um requerimento solicitando prazo de mais três sessões para o colegiado concluir a apreciação da admissibilidade da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários