Janeiro teve menos 100 mil empregos

Cadastro mostra que país tem 39,6 milhões de empregos com carteira assinada

Por O Dia

Rio - O saldo de empregos em janeiro foi negativo em quase 100 mil postos de trabalho. No mesmo mês do ano passado ficou negativo em 81,7 mil vagas. O resultado é fruto de 1,2 milhão de admissões e de 1,3 milhão de desligamentos. Os números são do Cadastro Geral de Empregados (Caged) divulgados ontem pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Trata-se da primeira vez, desde 2003, que o estoque de empregados registrou queda em janeiro na comparação com o primeiro mês do ano anterior. Hoje, são 39,6 milhões de celetistas, contra 41,2 milhões em janeiro de 2015.

Desempregados disputavam vaga de emprego em um supermercadoSeverino Silva / Agência O Dia

Nesta sexta-feira, uma grande fila de candidatos em busca de emprego se formou na porta do Supermercado Prezunic do Méier. Eles disputavam uma das cem vagas oferecidas pela rede para as 31 lojas no Rio. O poder aquisitivo das famílias caiu entre 2014 e 2015. O rendimento nominal mensal per capita foi de R$ 1.113 ano passado, quase 6% acima dos R$ 1.052 no ano anterior. No entanto, o aumento perdeu para a inflação oficial no período, de 10,67%, pelo IPCA. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios Contínua divulgada ontem pelo IBGE.

Últimas de _legado_Economia