Por marta.valim

O nível do Sistema Cantareira, o maior reservatório da região metropolitana de São Paulo voltou a cair nesta segunda-feira, ao cair dos 8,9% registrados no domingo para 8,8%, segundo a medição diária da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Essa proporção em relação à capacidade de armazenamento está bem inferior ao registrado em igual período do ano passado.

Na próxima quinta-feira, a Agência Nacional de Águas e o Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo devem fazer uma nova avaliação sobre o volume de água que pode ser retirado do Sistema Cantareira que, atualmente, está em 22,4 metros cúbicos por segundo (m³/s).

Também está prevista para o dia 15, a finalização das obras iniciadas no último dia 17 de março, que vão permitir a captação de água da reserva estratégica, o chamado volume morto, que está em nível abaixo da área utilizada.

Você pode gostar