Metrô de São Paulo declara greve a partir desta quinta-feira

A greve, que afetará cerca de 4,5 milhões de usuários, foi decidida após o fracasso nas negociações por um aumento salarial de 16,5%

Por bruno.dutra

São Paulo -  Funcionários do metrô de São Paulo decidiram, em assembleia realizada na noite desta quarta-feira, entrar em greve por tempo indeterminado a partir do primeiro minuto de quinta-feira - informou um porta-voz do sindicato dos metroviários à AFP.

A greve, que afetará cerca de 4,5 milhões de usuários, foi decidida após o fracasso nas negociações por um aumento salarial de 16,5%.

Aprovada por unanimidade, a paralisação ocorre a uma semana do início da Copa do Mundo, cuja partida inaugural será jogada no estádio Itaquerão.

Com cerca de 10 mil funcionários, o metrô de São Paulo é a principal forma de acesso ao estádio de abertura do Mundial.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia