Por parroyo
Publicado 22/12/2014 14:17 | Atualizado 22/12/2014 14:40

A presidente Dilma Rousseff renovou nesta segunda-feira,  em entrevista a jornalistas durante café da manhã, sua confiança na presidente da Petrobras, Graça Foster, mas antecipou que fará mudanças no conselho administrativo da empresa mergulhada em um imenso escândalo de corrupção.

Em meio a denúncias de que a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, teria sido informada anteriormente sobre irregularidades na estatal, Dilma negou que falte credibilidade na Petrobras com a executiva na companhia.

"Graça é uma pessoa ética. Ela disse que se toda esta situação prejudicar o governo ou a Petrobras, colocaria seu cargo à disposição sem problemas. Eu disse a ela que não era necessário", declarou Dilma em um café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto.

A presidente Dilma Rousseff, no entanto, afirmou não ver indícios de irregularidades por executivos atuais da Petrobras.

Segundo ela, "é simplismo" achar que quem estava na diretoria sabia dos desvios ocorridos na estatal.

A Petrobras está no epicentro de investigação sobre suposto esquema bilionário de corrupção em obras da empresa, com envolvimento de funcionários e ex-empregados, empreiteiras e políticos.


Você pode gostar