Após eleição para presidência da Câmara, Cunha tem primeiro encontro com Dilma

A reunião, que não consta na agenda oficial da presidenta, deve discutir a melhoria da relação do Planalto com o principal partido da base aliada.

Por douglas.nunes

A presidenta Dilma Rousseff se reúne hoje (5) com o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O encontro, que também deve contar com a presença do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ocorre poucos dias após as eleições para a presidência das duas casas do Legislativo e que colocaram em xeque a unidade da base aliada do governo.

A reunião, que não consta na agenda oficial da presidenta, deve discutir a melhoria da relação do Planalto com o principal partido da base aliada. “Ela [Dilma] me chamou”, disse Cunha a jornalistas.

Cunha impôs uma derrota em primeiro turno ao candidato do governo Arlindo Chinaglia (PT-SP), no último domingo (1º), na disputa pelo comando da Câmara. No dia seguinte, Cunha recebeu um telefonema de Dilma que o cumprimentou pela vitória. Ele informou que a presidenta foi "gentil" e que teria demonstrado disponibilidade para conversar.

Cunha não revelou detalhes do que será tratado com a presidenta, mas disse que vai manter uma relação de autonomia com o Executivo e que evitará a votação de projeto que possam prejudicar as contas públicas. “A minha posição sempre foi de combate a qualquer coisa que impeça o país de controlar as finanças públicas”, disse.

O encontro de Dilma com os presidentes do Senado e da Câmara deverá ocorrer durante uma audiência da presidenta com o vice-presidente Michel Temer.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia