Pacheco pressionou Bolsonaro e disse que a sociedade espera que o presidente lidere com urgência um pacto nacional para frear o avanço da Covid-19
Pacheco pressionou Bolsonaro e disse que a sociedade espera que o presidente lidere com urgência um pacto nacional para frear o avanço da Covid-19Jefferson Rudy/Agência Senado
Por IG - Último Segundo
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) se pronunciou nesta quarta-feira (24) após reunião entre lideranças politicas do país, onde o presidente Bolsonaro anunciou comitê de combate a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2).
Pacheco pressionou Bolsonaro, e disse que a sociedade espera que o presidente lidere com urgência um pacto nacional para frear o avanço da Covid-19:
Publicidade
“Essa união significa um pacto nacional liderado por quem a sociedade espera que lidere, que é o senhor presidente da República, Jair Bolsonaro, já com a compreensão de que medidas precisam ser urgentemente tomadas”, afirmou o senador.
Na última terça (23), o país registrou pela primeira vez desde o início da pandemia mais de 3000 mortes em decorrência do novo coronavírus em apenas 24 horas. Devido ao grave momento que o Brasil vive, o líder do congresso também pediu união entre os 3 poderes e da sociedade civil:
Publicidade
“O momento e a realidade do Brasil, com uma doença com características diferentes da que conhecemos em 2020, impõem o dever cívico, patriótico e de responsabilidade da união dos Poderes e do povo brasileiro no enfrentamento da pandemia”.
No comitê anunciando por Bolsonaro, mais de um ano após o início da pandemia, Pacheco informou que terá como função ouvir demandas de governadores e repassar à cúpula do grupo.