Demanda do consumidor por crédito sobe 1,3% em abril, aponta Serasa

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a busca apresentou queda de 11%

Por douglas.nunes

O número de pessoas que procurou crédito no mês de abril foi 1,3% maior que no mês de março. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira pela empresa de consultoria Serasa Experian. Em relação a abril do ano passado, que teve menos dias úteis (22 contra 20), a demanda do consumidor caiu 11%. No acumulado dos primeiros quatro meses deste ano, a busca por crédito apresentou queda de 5,3% ante o mesmo período de 2013.

De acordo com os economistas da Serasa, o custo mais alto do crediário, o menor grau de confiança dos consumidores e a aceleração da inflação vêm impactando a disposição dos consumidores em aumentar os níveis de endividamento.

Alta na busca por crédito foi puxada por consumidores com renda mensal até R$ 500 Ernesto Carriço / Agência O Dia

A alta na busca por crédito em abril ocorreu principalmente entre consumidores com renda mensal até R$ 500 (alta de 2,2% em relação a março). Em seguida, foram registrados crescimentos de 1,4% e 1,2% na demanda por crédito de pessoas que ganham entre R$ 500 e R$ 1.000 mensais e entre R$ 2.000 e R$ 5.000 mensais, respectivamente. Já os consumidores que recebem entre R$ 1.000 e R$ 2.000 por mês e os que ganham mais de R$ 10.000 mensais tiveram aumento de 1,1% na busca por crédito. Segundo a Serasa, o menor avanço mensal (0,9%) foi verificado entre os consumidores que recebem entre R$ 5.000 e R$ 10.000 mensais.

No acumulado do primeiro quadrimestre de 2014, a maior queda na busca por crédito ocorreu para os consumidores que ganham até R$ 500 por mês - recúo de 13,2% na comparação com o mesmo período de 2013. No segmento dos que ganham entre R$ 5.000 e R$ 10.000 e os que recebem mais de R$ 10.000 mensais a queda foi 9,4% e 9,6%, respectivamente. Já entre os que recebem entre R$ 2.000 e R$ 5.000 o recúo foi 6,1%. A menor queda (-2,3%) foi observada na camada de rendimento entre R$ 1.000 e R$ 2.000 por mês.

Em uma análise regional dos dados, a Serasa Experian aponta que o Nordeste apresentou o maior avanço na busca por crédito em abril ante março: 5,9%. Nas regiões Centro-Oeste, Sul e Norte, as variações mensais foram semelhantes: 3%; 3,1% e 2,7%, respectivamente. Apenas no Sudeste houve recúo de 1,3% na procura por crédito em abril.

A queda da procura por crédito no primeiro quadrimestre foi mais expressiva na Região Centro-Oeste (-8,8%), seguida pela Norte (-5,9%). Na Região Sudeste, o recuo foi de 5,6% e no Nordeste, a demanda do consumidor por crédito caiu 4,3% no primeiro quadrimestre deste ano. Na Região Sul o recúo foi o menor: -3,6%.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia