Catho-Fipe aponta desemprego de 4,9% em agosto, a menor taxa no mês desde 2002

Projeção, que antecipa resultado do IBGE, é feita com base nos dados da Catho, informações buscadas na internet em tempo real e indicadores econômicos

Por marta.valim

A taxa de desemprego de agosto nas seis regiões metropolitanas pesquisadas (Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre) pela Pesquisa Mensal de Emprego (PME), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), deve ficar em 4,9%, segundo a Taxa de Desemprego Antecipada da Catho-Fipe. Esse valor é 0,5 ponto percentual menor que o registrado no mesmo mês de 2013. Se confirmada pelo Instituto, esta será a menor taxa para o mês de agosto desde 2002.

Desde maio, o IBGE não divulga a pesquisa completa sobre o desemprego, em função de uma greve dos servidores que durou 77 dias. Os dados sobre Salvador e Porto Alegre estarão disponíveis apenas no fim de setembro. A última taxa de desemprego, referente ao mês de abril, foi de 4,9%.

A Taxa de Desemprego Antecipada da Catho-Fipe é feita a partir de informações sobre currículos, anúncios de vagas e de contratações disponibilizados pela Catho e dados obtidos pela Fipe em buscas na internet, por meio de palavras-chave relacionadas a emprego, além de outros indicadores econômicos e a própria PME. A técnica adotada, de “nowcasting”, permite a utilização de dados em tempo real.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia