Contas de governos serão avaliadas pela Câmara em agosto

Segundo presidente da Câmara, Eduardo Cunha, as cinco prestações de conta prontas para entrarem na pauta serão analisadas em ordem cronológica

Por diana.dantas

Brasília - O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta terça-feira que vai colocar em votação prestações de contas, em ordem cronológica, do governo do ex-presidente Fernando Collor de Mello ao último do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo Cunha, as cinco prestações de conta prontas para entrarem na pauta serão analisadas em ordem cronológica.

“Comuniquei (aos líderes) que na primeira semana de agosto, as que estiverem prontas para ordem do dia”, disse o presidente a jornalistas.

“Há cinco prontas para a ordem do dia. Vou botar na ordem cronológica”, afirmou, referindo-se às contas de Collor de 1992, Itamar Franco de 1992, Fernando Henrique Cardoso de 2002 e de Lula de 2006 e 2008.

As contas da presidente Dilma Rousseff ainda não estão prontas para o plenário.

A decisão de Cunha ocorre no momento em que o Tribunal de Contas da União (TCU) está prestes a dar paracer sobre as contas de 2014 do governo da presidente Dilma Rousseff, após apontar indícios de irregularidade. O tribunal questiona o adiamento do repasse do Tesouro Nacional a bancos públicos para pagamento de benefícios de programas sociais da União, conhecido como "pedaladas fiscais".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia