Caso da ginasta brasileira Laís Souza pode ser utilizado para novas pesquisas

Deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) embarca neste sábado para missão oficial no Miami Project, onde ela está internada

Por monica.lima

A parlamentar pretende que centros no Brasil possam desenvolver as mesmas pesquisas realizadas no complexo hospitalar Miami ProjectCâmara dos Deputados/Zeca Ribeiro

A deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP) embarca amanhã para uma missão oficial de uma semana no Miami Project, importante centro de pesquisas sobre paralisias. No complexo hospitalar está internada a ex-ginasta brasileira Laís Souza, que perdeu os movimentos do corpo em um acidente quando esquiava, no começo do ano. O objetivo da parlamentar, tetraplégica desde 1996, é debater com os dirigentes do centro de pesquisa a transferência de conhecimento para o Brasil. Um dos trabalhos mais importantes desenvolvidos lá atualmente é o implante de células de Schwann (localizadas no sistema nervoso periférico e que podem atuar diretamente na transmissão de impulsos nervosos).  A deputada chegou a enviar uma carta às autoridades americanas em defesa da liberação dos testes.

Segundo Mara, Laís é vista no hospital como uma paciente com grande possibilidade de ser utilizada no desenvolvimento das pesquisas, caso a atleta e sua família concordem com o procedimento. A parlamentar pretende que centros no Brasil possam desenvolver as mesmas pesquisas e também tenham acesso a novas tecnologias desenvolvidas no centro norte-americano. Ela viaja com convites dos pesquisadores Patrícia Pranke, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e Tarcísio de Barros Filho, do Hospital das Clínicas da USP. Ambos estão interessados em parcerias com o Miami Project. A deputada também representará a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), que tem interesse no exoesqueleto portátil desenvolvido pelos pesquisadores. O equipamento permite aos tetraplégicos ficar de pé e fazer movimentos.

PP apoia Monteiro

A presidente do PT em Pernambuco, Teresa Leitão, confirmou na quinta-feira que o PP irá apoiar a candidatura do senador Armando Monteiro ao governo, unindo-se à aliança entre petistas e petebistas. O presidente do PP no Estado, deputado Eduardo da Fonte, mantinha-se neutro até o momento.

Jogando nas onze

Adorado por Dilma por ser o mentor do Mais Médicos, Mozart Sales, ex-secretário de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde do Ministério da Saúde, será candidato a deputado federal pelo PT de Pernambuco.  A campanha de Sales será feita pela Black Ninja, agência de Antonio Lavareda, consultor de marketing que trabalhou para os tucanos Fernando Henrique Cardoso e José Serra e na administração de Eduardo Campos (ainda mantém contas no governo de Pernambuco). Ex-deputado estadual e ex-vereador em Recife, Sales é muito próximo de Antonio Figueira (PSB), ex-secretário de Saúde de Campos.

Representação é arquivada

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves (PMDB-RN), arquivou a representação do Comitê em Defesa dos Territórios Frente à Mineração contra o deputado Leonardo Quintão (PMDB-MG). O grupo, que reúne entidades ambientais, queria afastá-lo da relatoria do novo Código de Mineração com o argumento de que não poderia ser relator de um projeto que trata de interesses de seus financiadores. Quintão admite ter recebido doações , mas não vê motivo para impedimento.

Quintão diz ser vítima de perseguição

Para Leonardo Quintão, não se trata de interesses de uma ou duas empresas, mas das preocupações de um setor. Ele criticou os argumentos usados e se disse vítima de perseguição. “É uma tentativa de impedir que os recursos cheguem a Minas Gerais e ao Pará, governados pelo PSDB”, afirmou. Nos dois estados, seu partido deve se aliar ao PT neste ano.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Com Leonardo Fuhrmann
Colaborou Patrycia Monteiro Rizzotto

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia