Governo demite diretor de Proteção Ambiental do Ibama

A causa da exoneração ainda não foi informada

Por O Dia

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, avalizou a demissão de um diretor do Ibama
Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, avalizou a demissão de um diretor do Ibama -
Brasília - O diretor de Proteção Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Olivaldi Azevedo, foi exonerado do cargo na manhã desta terça-feira. As autoridades publicaram a decisão no Diário Oficial da União (DOU), sem divulgar o motivo da demissão.
Olivaldi estava na função desde janeiro de 2019, quando o presidente da República, Jair Bolsonaro, tomou posse. Antes de assumir o cargo, ele trabalhava como subcomandante da Polícia Militar Ambiental de São José do Rio Preto, no estado de São Paulo. Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles assinou a exoneração.
No último domingo, o programa 'Fantástico', da Rede Globo, apresentou em reportagem uma megaoperação do Ibama para retirar madeireiros e garimpeiros ilegais de terras indígenas no sul do Pará. O objetivo era evitar que o contágio do novo coronavírus se espalhasse pelos cerca de 1700 indígenas que residem na área.
 

Comentários