Marun e Aleluia no conselho de Itaipu

Um dos nomeados fez dancinha na Câmara e o outro foi citado na Lava Jato

Por O Dia

Deputado Carlos Marun foi ministro de Michel Temer
Deputado Carlos Marun foi ministro de Michel Temer -

As negociações do presidente Jair Bolsonaro com o Centrão para barrar um processo de impeachment, caso a Câmara aceite um dos mais de 30 pedidos, parecem já estar dando frutos. O deputado Carlos Marun (MDB-MS), que fez "dancinha" no Congresso após a Câmara dos Deputados impedir o prosseguimento de denúncias contra o ex-presidente Michel Temer, foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro para o conselho de Itaipu Binacional, hidrelétrica que fica na fronteira com Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

Também foram nomeados pelo presidente: Bento Albuquerque, que é ministro de Minas e Energia, e o ex-deputado e delatado da Odebrecht no inquérito da Lava Jato, José Carlos Aleluia (DEM-BA), Célio Faria Júnior e Wilson Pinto Ferreira Junior.

As nomeações, que vão até maio de 2024, foram publicadas em edição extra de sexta-feira do "Diário Oficial da União" e assinadas por Bolsonaro e o próprio ministro de Minas e Energia.

Mas o que é o Centrão? É um bloco informal na Câmara dos Deputados que reúne parlamentares de legendas de centro e centro-direita. Nas últimas semanas, Bolsonaro tem articulado uma aproximação com o grupo e nas negociações estão a distribuição de cargos aos partidos, que terão o direito de indicar aliados para as vagas.

Os votos desse bloco podem corresponder até à metade dos 513 parlamentares e serem decisivos na aprovação ou rejeição de uma matéria.

 

Comentários