Bancada do MDB na Câmara exige candidatura própria ao governo de Minas Gerais

Os deputados impuseram a condição de que a Executiva apresente, até 15 de julho, os nomes dos pré-candidatos dos partidos

Por LEANDRO MAZZINI

Brasília - Enquanto o presidente Michel Temer segura o partido contra coligações que possam prejudicar seu projeto de poder, a bancada federal do MDB na Câmara entregou carta à cúpula da legenda, à qual a Coluna teve acesso, exigindo candidatura própria ao governo de Minas Gerais.

Os deputados impuseram a condição de que a Executiva apresente, até 15 de julho, os nomes dos pré-candidatos dos partidos da coligação na disputa para a Câmara em Brasília e para a Assembleia de Minas.

Porta aberta

O movimento é o rompimento oficial com o PT do governador Fernando Pimentel. E tem efeito paralelo: abre caminho para Dilma Rousseff se candidatar ao Senado.

Dois pesos

Já em Alagoas e Ceará, o MDB se alia ao PT. Questão de sobrevivência para Eunício Oliveira e Renan Calheiros, respectivamente, que tentarão a reeleição para o Senado.

Fator STF

A operação da Polícia Federal contra fraudes na obra do Rodoanel de SP não teve condução coercitiva, claro. Em compensação, foram 15 mandados de prisão temporária.

Mais água no chope

Deputados articulam criação de uma CPI contra empresas que driblam o pagamento da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais, causando rombo nos cofres municipais, estaduais e federal. Estão na mira a cervejeira Heineken, que extrai água sob concessão suspeita na Bahia, e algumas mineradoras.

Passeio da turma

Recém-contratada no Ministério do Meio Ambiente, em cargo comissionado, a arquiteta Maria Eduarda Carvalho da Veiga ganhou presentão. Viajará para Europa como assessora do ministro Edson Duarte para prestigiar o Fórum das Florestas Tropicais de Olso, Noruega. O evento será dias 27 e 28 de junho, mas a licença é de oito dias de tour.

Grande família

Segundo o MMA, a "assessora irá acompanhar a missão entre os dias 24 e 29 de junho, em viagem oficial à Bélgica, Noruega e Alemanha", com mais cinco pessoas na comitiva. A novata é filha do casal de comissionados que foi obrigado a se exonerar, mês passado. A mãe, então chefe de gabinete do ministro, e o pai, então assessor especial, estavam de malas prontas para representar o MMA num evento em Lisboa.

Calma aí, chefe!

Aliado do Palácio, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) articula a derrubada do decreto assinado em maio pelo presidente Temer, que reduz alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados de 20% para 4% para o setor de bebidas não-alcoólicas.

Zona Franca

O senador Braga apresentou Projeto de Decreto Legislativo nº 59/2018 para tentar derrubar a mudança alegando que "a decisão afeta em cheio a Zona Franca de Manaus, onde estão instaladas empresas do setor". Diz ainda que o decreto de Temer é "inconstitucional, pois só poderia gerar efeitos após 90 dias da data de sua publicação".

America first...

O deputado Pedro Fernandes (PTB-MA) aponta que o contrato firmado entre a Telebras e a Viasat pode ter ferido a "soberania nacional". A empresa norte-americana foi contratada - por chamamento público - para operar o satélite usado pela estatal para atender programas de expansão da banda larga do Governo Federal.

...e atropelo espacial

O acordo foi suspenso recentemente pelo STF depois de a empresa amazonense Via Direta Telecomunicações recorrer à Justiça sob alegação de que fora preterida, depois de iniciar as negociações para operar parte da capacidade do satélite.

Alerta digital

O comércio pela internet com entrada de produtos ilegais e piratas no Brasil chama a atenção do Fórum Nacional de Combate à Corrupção. O alerta foi de Edson Vismona, presidente da entidade, em audiência na Câmara.

Procedência

Vismona deu até o 'endereço' do remetente: "Temos que ter uma ação mais forte preventiva a esse processo; a mercadoria da China vem pelos Correios, então a nossa ação permanente junto a Receita Federal tem sido intensificada", garante.

Comentários