Nova 'Malhação' terá maior cidade cenográfica de todas as temporadas

Por Flavio Ricco

A 27ª “Malhação”, “Toda Forma de Amar”, escrita por Emanuel Jacobina, recebeu um grande investimento da Globo em seus mais diversos setores, reforçando a preocupação em priorizar a qualidade.
Só no caso em questão, com estreia no dia 16, já foi assegurada a ela a marca de “maior cidade cenográfica” de uma temporada da franquia até hoje. A sua construção vai ocupar uma área de mais de 8 mil metros quadrados nos Estúdios Globo.

O espaço viabilizou a criação dos ambientes dos dois universos presentes na trama: Duque de Caxias, município mais populoso da Baixada Fluminense, e Ipanema, bairro da Zona Sul do Rio.

De acordo com a Globo, as equipes de cenografia e produção de arte procuraram se aproximar ao máximo da realidade de cada lugar, para produzir os cenários que ajudarão a contar as histórias da nova “Malhação”.
A pesquisa para reproduzir o universo de Duque de Caxias na cidade cenográfica exigiu mais empenho da equipe, que não conhecia bem o estilo de vida do município, pouco retratado na dramaturgia.

E pensar que lá atrás, em seus primeiros passos, “Malhação” foi ambientada em uma academia de ginástica e pensada para consumir um baixíssimo orçamento, apostando em um núcleo de personagens.

Com o tempo, como se observa, as coisas mudaram para uma figura muito melhor.

 

Trono

Sobre esta importante marca alcançada por “Malhação”, é bom lembrar que a cidade cenográfica de “O Sétimo Guardião”, a fictícia Serro Azul, ainda é a campeã nesse quesito: possui nada menos que 18 mil metros quadrados.

O espaço reúne 38 edificações, 27 delas com interior - as casas de muitos personagens foram construídas dentro da própria cidade cenográfica.

 

Curiosidade

Você sabia que o título “Órfãos da Terra”, da atual novela das 18h, pertencia a um trabalho de Aguinaldo Silva?

Foi utilizado em um especial da “Sexta Super”, exibido em março de 1984. Tânia Alves e sua filha, Gabriela Alves no elenco e direção de Paulo Afonso Grisolli.

Silvio de Abreu, número 1 da Teledramaturgia, perguntou para o Aguinaldo se ele cederia e, claro, ele disse que sim, sem problemas.

 

Só fica um

Gabriel (Bruno Gagliasso) ou Júnior (José Loreto)? Um dos dois vai morrer nos momentos finais de “O Sétimo Guardião”.

A equipe da novela ainda não tem uma posição definida sobre a questão.

 

Calmaria

O SBT vive uma fase até muito tranquila em relação a mudanças drásticas na programação.

Aquelas que normalmente deixavam a todos arrepiados já não acontecem com a mesma frequência de outros tempos.

Silvio Santos certamente deve ter entendido que só traziam prejuízos à grade e aos seus próprios cofres.

 

Preocupação

As principais operadoras de TV paga – NET/Claro, Vivo, Sky... – estão acompanhando muito de perto esse crescimento do streaming no país e já preveem duros reflexos a partir de 2020.

Estudos indicam que o faturamento de gigantes como Netflix e Amazon deve surpreender, na contramão do que se espera para a TV por assinatura, cada vez mais cambaleante.

 

Melhor assim

Kayky Brito está aproveitando muito bem esse retorno às novelas da Globo, em “Verão 90”.

De “Alto Astral” (2014) para cá, com direito a uma parada em “O Rico e Lázaro”(2017), é um outro artista.

 

Etapas

A Record está trabalhando para dar uma nova cara ao seu departamento de jornalismo. Percebe-se inclusive que em vez de se pensar em resultados instantâneos de audiência, optou-se por “atacar” outras frentes.

Daí o investimento em nomes como o de Rogério Gallo, para o Conteúdo, cuidados com cenário, figurinos, chamadas de programas, entre outros. Existe um plano. Se não houver interferências, tem tudo para dar certo.

 

Fila das bíblicas

A Record tem definido que, logo depois da macrossérie “Jezabel”, no horário de novelas bíblicas, serão exibidas “Gênesis” e “Atos dos Apóstolos”.

Exatamente nessa ordem.

 

Por tabela

A Globo Filmes está toda animada por conta dessa enorme repercussão em torno da Maisa no SBT e espera lucrar com isso. O braço cinematográfico do Grupo Globo, que concluiu recentemente o longa “Ela Disse Ele Disse”, vai jogar a campanha de lançamento em cima da menina.


Ela nem faz a protagonista, mas uma espécie de vilã, porém a ideia é surfar na sua onda, concentrar nela. A chegada aos cinemas acontecerá no segundo semestre.


Time de peso

Além de Maisa, “Ela Disse Ele Disse”, que acompanha a rotina de adolescentes, conta com a participação especial de alguns nomes conhecidos.

Na lista, Fernanda Gentil e Maria Clara Gueiros.

 

Bate – Rebate 

· Os repórteres Marcos Uchôa e Guilherme Roseguini estão preparando uma série para o “Esporte Espetacular” sobre os 60 anos da Taça Libertadores...

· ...Um trabalho com estreia prevista para o próximo domingo.

· Resta saber até que ponto as demissões em curso na Rede TV! poderão afetar o planejamento de estreias...

· ... Não tem como não relacionar uma coisa com a outra...

· Ator e diretor, Thiago Picchi foi contratado pela Globo e passa a trabalhar como instrutor de dramaturgia...

· ...Muito antes deste acerto, ele já ajudava a mãe, Elizabeth Savala na preparação para fazer a Mirtes, em “O Sétimo Guardião”...

· ... E também colaborava com Vanessa Giácomo na composição da Stela.

· Um novo contrato ainda será discutido no segundo semestre, mas o desejo da Globo é manter Simone e Simaria no “The Voice Kids”.

· O cantor Belo disse, ano passado, que a produção de um filme sobre sua carreira estava adiantada e que não dependia inclusive de recursos públicos...

· ...Thiago Martins e Wagner Moura foram cogitados para o elenco...

· ...Só que até agora... nada.

 


C´est fini 

Os artistas do mercado tradicional e independentes relacionados ao universo brasileiro de quadrinhos serão tema da série “HQuem – A Arte de desenhar Histórias”.

A atração encontra-se em fase de gravação e tem estreia prevista para 2020 no canal Prime Box Brazil. Alguns quadrinistas que terão os seus trabalhos retratados são Eloar Guazzeli (Sítio do Picapau Amarelo), Julia Bax (X-Men) e Gabriel Jardim (“Turma do Morro”, releitura dos personagens da Turma da Mônica Jovem).


Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Comentários