Por daniela.lima

Rio - Dentro da barraca, garrafas de refrigerante quente, restos de pizza, roupas amontoadas, almofadas e colchões finos. Fora dela, mosquitos, gente curiosa e um frio que chega a doer durante a noite. Mas tudo vale a pena para ver Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan e Zayn Malik, integrantes do grupo One Direction, bem de pertinho. Acampados perto do local do show (inicialmente marcado para acontecer na Apoteose, Centro, e depois transferido para o Parque dos Atletas, na Barra da Tijuca) desde o dia 13 de março, jovens estudantes passam o tempo ‘trocando figurinha’ sobre a banda inglesa que é sucesso entre os adolescentes enquanto não chega quinta-feira, dia em que a boy band sem apresenta no Rio de Janeiro.

Liam Payne%2C Louis Tomlinson%2C Zayn Malik%2C Harry Styles e Niall Horan formam o One DirectionEfe


“Minha avó nem pode sonhar que estou aqui. Ela vai me matar”, diz a estudante Mariana Sansone, 18 anos, tentando se esconder no primeiro momento. Mas, logo depois, deixa a paixão pelos meninos — descobertos no programa ‘The X Factor’ —, falar mais alto. “Nem sabia o que era ‘X Factor’ porque não tenho TV a cabo. Comecei a gostar deles a partir de 2012. Tenho muita coisa do grupo colada na parede, mas quando tiro nota baixa, minha avó arranca tudo”, diverte-se ela.

As horas parecem não passar para Mariana, que acabou fazendo amizade com outras meninas e meninos que estão vivendo a mesma experiência que ela: passar dias acampada para guardar os primeiros lugares da fila. Juliane Araújo, 18 anos, com medo de ser repreendida, explica o esquema. “São vários grupos de fãs que se revezam. Cada dia fica uma pessoa de cada grupo e, assim, a gente não perde aula”. A vontade de ver os meninos é tanta que ela já arquitetou um plano para tentar subir no palco sem ser retirada do show. “Fui lá ver o tamanho do palco, vou tentar subir na última música, para não ser expulsa. É que preciso entregar uma bandeira do Brasil para eles, que prometi para as fãs que moram em Natal (RN)”, justifica a jovem.

Bexigas verdes e amarelas, que serão exibidas na primeira música do show, darão as boas-vindas para os meninos do One Direction. A surpresa foi combinada pelos fãs, através das redes sociais. Andressa Galdino, 18 anos, só lamenta o fato de sua canção preferida, ‘Over Again’, não estar no repertório. “Estou revoltada. Eles também não vão cantar ‘Half a Heart’ e a gente combinou de fazer um coro com essa música para ver se eles se sensibilizam”, comenta Andressa, adepta do fanfic (ficção criada por fãs). “Escrevo contos eróticos sobre eles, isso me ajudou a ser o que sou hoje.” 

Diferentemente de Justin Bieber, que deu trabalho quando veio ao Brasil no ano passado por conta das confusões em que se meteu, os meninos da boy band não querem causar. “Eles são bem mais quietos, ficam na deles. Devem visitar só o Cristo Redentor, jogar futebol e ir a restaurantes”, acredita Carolina Barreto, 19 anos.

E não pense que só meninas fazem loucuras pelos britânicos queridinhos do momento. Marcus Vitor, 18 anos, é um dos mais empolgados para o show. “A maior loucura que poderia fazer por eles é estar aqui acampado”, diz ele, que não se impressiona com a beleza dos cantores da banda. “Rostinho bonito ajuda muito, claro, mas eles têm talento”, garante Marcus, que tem a mesma opinião que Roberto Gomes, 18 anos. Se a beleza não é o fator principal pela adoração, o estilo é. “Mandei fazer uma blusa com o dizer ‘Cool Kids Don’t Dance’, igual à do Zayn”, entrega Roberto.

Dona de 57 pôsteres, dois cadernos, CDs, DVDs, quatro livros, 15 revistas, blusas e até um boneco do Harry, Vitória Dibe, 14 anos, vem de Curitiba especialmente para o show no Rio. “Fiquei de recuperação no primeiro bimestre e meu pai ameaçou vender meus ingressos. Eu estudei muito, mas ainda não sei se tirei nota boa. Graças a Deus meu pai vai deixar eu ir”, diz Vitória que gasta boa parte de sua mesada (R$ 40) em itens personalizados da banda teen. “Ganho R$ 10 por semana, tenho que juntar pra conseguir comprar as coisas, mas tudo vale a pena por eles.”

MEU QUERIDO DIÁRIO

Pensando nas fãs mais que fanáticas do One Direction, a escritora Mariana Zapella lançou ‘O Meu Diário do One Direction no Brasil’ (Editora Panda Books, 104 págs., R$ 25,90). A publicação traz diversas informações sobre o grupo britânico. Além de curiosidades, o livro tem lugar para colar fotos, autógrafos, além de paper toy de cada integrante da banda, para divertir a garotada.

“Foi uma pesquisa bem complexa. Tentei colocar no livro tudo de legal sobre os meninos. Confesso que eu não era fã deles, gostava mesmo dos Beatles, mas, de certa forma, os Beatles foram os precursores das boy bands”, diz Mariana. “O diário tem foco no show que eles farão no Brasil. É para as fãs anotarem todos os momentos e guardarem de recordação”, acrescenta.

Jonathan%2C Igor%2C Michael e Guilherme estão ansiosos para o showDivulgação


Integrantes do P9 admitem ansiedade para conhecer o 1D

Banda brasileira abre show do One Direction e toca para 72 mil pessoas

Não só os fãs do One Direction estão tendo uma semana de ansiedade enquanto esperam pelo show desta quinta-feira no Parque dos Atletas. Os meninos do P9, banda responsável pela abertura da noite, formada por Michael Band, Igor Von Adamovich, Jonathan Couto e Guilherme dos Santos, também contam os dias para a apresentação.

“É uma responsabilidade grande, estamos ali representando o Brasil. Quando a gente pensa em um show para 72 mil pessoas, começa a não conseguir dormir, perder o sono, mas estamos confiantes. Musicalmente, o P9 vem amadurecendo muito e acho que esse show vai ser um dos melhores”, aposta Jonathan, um dos cantores do P9.

Acostumado a ser ídolo teen, agora Jonathan está do outro lado. Ele admite que, assim como suas fãs, também vai ficar nervoso na hora de conhecer os astros da boy band inglesa. Como aconteceu com Justin Bieber, quando o P9 abriu seus shows no Brasil, no ano passado. “Na hora de conhecer, ficamos tímidos, com vergonha, coisa de fã mesmo. O Justin é que veio falar com a gente, dizer que gostou da banda”, conta ele que, prestes a conhecer o One Direction, quer mostrar um pouco do Brasil para os meninos. “Vamos tentar levá-los para jogar uma pelada e, de repente, conhecer o Ronaldo Fenômeno.”

Para completar o bom momento, o P9 acaba de emplacar a música ‘Just The Two of Us’ na trilha do filme ‘O Espetacular Homem Aranha 2: a Ameaça de Electro’, em cartaz no cinema. “Foi uma surpresa para nós e a sensação de ter mais um sonho realizado. Ver uma música nossa em um filme é incrível. Por coincidência, o Homem Aranha é meu super-herói preferido, até saía fantasiado dele quando era mais novo”, revela Jonathan.

Outro sonho é conseguir arrebatar o mercado internacional. No entanto, o P9 no momento segue focado no Brasil. “Em pouco tempo já conquistamos muitas coisas boas. Mas todo o sucesso que temos fora do Brasil é por interesse das pessoas de fora. Não estamos trabalhando isso ainda. Temos fã-clubes em diversos países, até na Turquia. E certa vez tocamos nas ruas de Nova York. A reação foi excelente! Mas não há nada oficial lá fora”, diz o cantor.

Você pode gostar