Virada Cultural: Pepeu Gomes atrasa show em São Paulo

Ponto alto da apresentação foi a versão de mais de 10 minutos de 'A Cidade', de Chico Science e Nação Zumbi

Por daniela.lima

São Paulo - Já eram 9h quando Pepeu Gomes ainda terminava de passar o som no Palco Júlio Prestes, no Viradão Cultural em São Paulo. Após vinte minutos de atraso, o show começou com uma versão instrumental de “Oye como Vá”, de Tito Puente. 

Pepeu Gomes demorou a subir no palco%2C mas agradou o público em São Paulo com versões de clássicos da MPBAg. News


O público, apesar de pequeno, era composto de fãs do 'novo baiano': não faltaram pedidos de músicas e aplausos empolgados. Carlos Macarrão, um dos ouvintes, que copiava o estilo de Slash, do Guns’n’Roses, veio à Virada Cultural especialmente para apresentação. “O cara é uma enciclopédia da música brasileira; toca muito.”

O show continuou com versões extendidas e cheias de solos de clássicos da música popular brasileira e do repertório solo do guitarrista, que já contabiliza mais de 15 discos. Ponto alto para a interpretação que passou dos dez minutos de “A Cidade”, composição de Chico Science e Nação Zumbi.

RZO, Luiz Melodia e Martha Reeves & The Vandellas ainda sobem ao mesmo palco até às 18h deste domingo, quando termina mais uma Virada Cultural em São Paulo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia