Filme 'Guardiões da Galáxia' apresenta aventura e humor equilibrados

Trama espacial com personagens menos conhecidos da Marvel acerta no roteiro e na direção

Por daniela.lima

Rio - Trabalhar com personagens menos conhecidos costuma ser um bom meio para garantir a liberdade necessária na hora de fazer um roteiro eficiente. Se essa teoria já é conhecida no meio cinematográfico há muito tempo, ‘Guardiões da Galáxia’ funciona como sua validação. 

Chris Pratt é o Senhor das Estrelas que%2C junto com os outros guardiões%2C precisa entrar em várias batalhasDivulgação


Sem o peso de ter que lidar com as principais figuras do Universo Marvel — Homem de Ferro, Capitão América, Hulk, Thor, Viúva Negra e Gavião Arqueiro, presentes em ‘Os Vingadores’ —, o diretor James Gunn conseguiu, com esta produção, alcançar um equilíbrio quase perfeito entre um humor ácido e eficiente e uma aventura interplanetária bem desenvolvida.

Para quem ainda não conhece, convém uma breve apresentação: os Guardiões da Galáxia são um obscuro grupo de superseres da Marvel. Normalmente envolvidos em tramas espaciais, eles são conhecidos quase que apenas por fãs muito dedicados de histórias em quadrinhos. Justamente por isso, sua adaptação para as telas era considerada uma aposta arriscada, uma vez que a ausência de personagens mais famosos poderia fazer com que o longa se transformasse em um fracasso de público.

Ainda é cedo para saber se essa previsão vai se confirmar. No entanto, o que já se pode afirmar é que ‘Guardiões da Galáxia’ traz os diálogos mais bem construídos e irônicos já feitos para um filme do estúdio — eles pontuam cada uma das batalhas que o Senhor das Estrelas (Chris Pratt) e os outros guardiões têm que enfrentar para proteger o Orbe — uma das joias do infinito do vilão Thanos — de Ronan, o Acusador, o inimigo nesta trama. A ambiguidade moral dos personagens — ninguém ali é exatamente o que se pode chamar de ‘herói’ — joga a favor do filme o tempo inteiro.

A trilha sonora merece uma atenção especial — como ensinam as melhores cartilhas, em ‘Guardiões da Galáxia’ cada canção é usada para ressaltar um aspecto emocional, seja do personagem principal, seja da própria história. Atenção, também, à cena pós-créditos mais inusitada já vista num filme da Marvel.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia