Quando o talento vem de família

Petra, filha de Mauricio Mattar, e Gaab, filho de Rodrigunho, lançam single e clipe juntos, 'Meter o Louco'

Por RICARDO SCHOTT

Petra e Gaab: estilos parecidos, mistura de galeras no som, e influências dos pais
Petra e Gaab: estilos parecidos, mistura de galeras no som, e influências dos pais -

Rio - Com carreiras individuais na música pop nacional, Petra (filha do ator e cantor Mauricio Mattar) e Gaab (filho do cantor de samba Rodriguinho) unem forças num single e num clipe novo, 'Meter O Louco'. Ambos são artistas de som pop relacionado ao funk (Petra, por sinal, é empresariada por Rodriguinho), e o dueto surgiu justamente pelas semelhanças musicais.

"A gente é do mesmo segmento, embora eu até esteja fazendo uma parada que não é nem funk nem rap. A Petra me viu ao vivo no palco, gostou do som e acabamos trabalhando juntos. Eu nunca tinha dividido o palco com uma mulher antes", recorda Gaab, que prepara um álbum solo para ainda este mês, 'Brisa Demais'. "Consegui fazer uma parada muito legal no disco, misturar galeras. Além do funk, sou compositor de pagode, fiz músicas para Thiaguinho, Imaginassamba, Os Travessos, Péricles", conta ele.

VINGANÇA

Petra, garota de personalidade forte (costuma se expressar bastante pelas redes sociais), canta na música sobre um casal que resolve ficar junto para se vingar de seus ex.

"A ideia é mostrar os dois lados da moeda, mostrar a visão da mulher, que sempre é tachada", conta ela, que recentemente fez mudanças no visual, anunciadas no Instagram, para investir mais na carreira de cantora. "Mudei um pouco meu rumo de pensar. Não posso cantar uma coisa que não mostre como eu sou de verdade, como é minha maneira de ver as coisas".

Ela vai seguir cantando sozinha após o single e o clipe de 'Meter o Louco'. "Só não posso falar muito ainda", conta.

OS PAIS

Como foi crescer com os pais famosos em casa e como foi a influência deles em suas carreiras?

"Desde que sou pequena, meu pai canta e atua. Cresci indo em show, ele sempre cantou e tocou, e a gente cantava junto. Um dia resolvi que iria aprender a tocar violão. Só não me identificava com a parte de atuação" conta Petra.

Gaab, que aos 20 anos já deu a primeira neta (!) ao pai, diz que Rodriguinho é sua única escola. "Não sei nem como é ser filho de um cara que não canta!", brinca. "Hoje, mais velho, vejo o quanto isso me ajudou".

Comentários

Últimas de Diversão