Teatro: 'Para Não Morrer' estreia no Sesc Ginástico

Monólogo de Nena Inoue leva ao palco questões femininas, como opressão, violência, lutas e afeto, em apenas três apresentações neste fim de semana

Por O Dia

Para não Morrer
Para não Morrer -

Rio - O fim de semana do Dia Internacional da Mulher marca a celebração das conquistas feminina e a lembrança das lutas ainda necessárias. E marca também a reestreia, com poucas apresentações, do espetáculo 'Para Não Morrer', no Teatro Sesc Ginástico, no Centro do Rio. O monólogo de Nena Inoue leva para a cena temáticas femininas atreladas a questões políticas, através de histórias reais de mulheres de resistência que transformaram o meio e as pessoas com as quais conviveram.

Com dramaturgia de Francisco Mallmann a partir da obra 'Mulheres', do escritor uruguaio Eduardo Galeano (1940-2015), a premiada encenação concebida e dirigida por Nena está em cartaz há dois anos.

"A peça é sobre opressão e violências, mas também sobre lutas e afeto. É também sobre as mulheres de hoje, do que está adormecido, coisas esquecidas que precisamos despertar. Vivemos um momento de retrocessos sociais em que a consciência histórica e resistência se fazem ainda mais necessárias, e este espetáculo é minha forma de militar. Ele vem tocando distintos públicos, que não somente mulheres, pois seus conteúdos são importantes para todos neste momento", reflete Nena.

Teatro Sesc Ginástico. Av. Graça Aranha 187, Centro. R$ 30. Qui, sex e sáb, às 19h. Dom, às 18h. 60 min. 14 anos. Únicas apresentações: 8, 9 e 10 de março.

Confira outras estreias do teatro.

MISSA PARA CLARICE

'Missa para Clarice' - Divulgação

De volta ao Rio a partir de hoje no Teatro dos Quatro, na Gávea, o espetáculo 'Missa para Clarice — Um espetáculo sobre o Homem e seu Deus' comemora 300 apresentações e 45 mil espectadores em três anos em cartaz. A montagem protagonizada por Eduardo Wotzik, que também assina texto e direção, reafirma o lugar de culto à obra de Clarice Lispector, transformando recortes de sua literatura em um evangelho incomum. Em cena ao lado de Wotzik, as atrizes Cristina Rudolph e Natally do Ó.  Teatro dos 4 - Shopping da Gávea. Rua Marquês de São Vicente 54, Gávea. R$ 80. Sex e sáb, às 21h. Dom, às 20h. 80 min. 14 anos. Estreia hoje.

VERBORRÁGICA

Verborrágica - Nanah Garcia

Texto: Laís Mendes Pimentel e Márcio Azevedo. Direção: Márcio Azevedo. Com Inês Galvão. O monólogo é sobre uma atriz bem-sucedida, mas com conflitos e segredos antigos, que resolve remexer em sua caixa de memórias e reviver acontecimentos marcantes. Teatro Cândido Mendes. Rua Joana Angélica 63, Ipanema. R$ 50. Sex, sáb e dom, às 20h. 65 min. 14 anos. Reestreia hoje.

ARIANO, O CAVALEIRO SERTANEJO

Ariano - O cavaleiro sertanejo - Zayra Lisboa

Texto e direção:Ribamar Ribeiro. Com Os Ciclomáticos Companhia de Teatro. Cavaleiros à procura do autor Ariano Suassuna (1927-2014) invadem com música e poesia a cidade nordestina de Armorial. Teatro Dulcina. Rua Alcindo Guanabara 17, Centro. R$ 30. Seg a dom, 19h. 60 min. 12 anos. Estreia terça-feira.

ERA UMA VEZ...CHAPEUZINHO VERMELHO

Era uma vez...Chapeuzinho Vermelho - Divulgação

Texto e direção: Filippe Neri. Com Andressa Oliveira, Caiky Maia, Karina Steb e Filippe Neri. O espetáculo conta de forma irreverente e educativa a versão de Chapeuzinho Vermelho, através do pai da personagem, o Sr. Chapéu. Teatro Henriqueta Brieba. Rua Conde de Bonfim 451, Tijuca Tênis Clube. R$ 50. Sáb e dom, às 17h30. 55 min. Estreia sábado.

Galeria de Fotos

Para não Morrer Raquel Rizzo
'Missa para Clarice' Divulgação
Verborrágica Nanah Garcia
Ariano - O cavaleiro sertanejo Zayra Lisboa
Era uma vez...Chapeuzinho Vermelho Divulgação

Comentários