Mais Lidas

Tony Coelho: Falta visão

Mapa mostra tamanho e a importância da indústria de turismo nos países. O Brasil ocupa a décima colocação e devia estar entre os cinco primeiros se houvesse um preocupação maior por parte das autoridades do país

Por tabata.uchoa

Rio - O site HowMuch.net divulgou um mapa que mostra o quanto os países ganham e dependem do turismo no mundo. O mapa mostra o tamanho e a importância da indústria de turismo nos países e a relação de dependência do PIB do país. Reparei que as 6 maiores economias do planeta: Estados Unidos, China, Alemanha, Japão, Reino Unido e França são, não por acaso, claro, os seis países com as maiores indústrias de turismo. Isso representa ganho financeiro, recursos e empregos.

Turismo e eventos são o caminho mais curto e imediato de recuperação econômica%2C de geração de empregos%2C especialmente em cidades como o Rio de JaneiroAgência O Dia

Os cinco países mais dependentes do turismo são Malta (15% do PIB), Croácia (15%), Tailândia (9,3%), Jamaica (8,9%) e Islândia (8,2%).

O Brasil ocupa a décima colocação e devia estar entre os cinco primeiros se houvesse um preocupação maior com o turismo e os eventos, por parte das autoridades do país.

Não há verdadeiro estímulo. E, na verdade, a legislação e os pesados impostos e exigências mais inibem a criação e manutenção de agências de turismo e eventos e a consequente geração de mais empregos no setor. Isso nunca se justificou.

E, mormente, hoje, diante da necessidade de se criar empregos rapidamente, se justifica.

Turismo e eventos, já dissemos, são o caminho mais curto e imediato de recuperação econômica, de geração de empregos, especialmente em cidades como o Rio de Janeiro.

Mas são necessários, também, mais cursos que qualifiquem os profissionais de eventos e turismo na cidade. Temos poucos. E eles falham ao não mostrar a relevância dos profissionais envolvidos na cadeia.

A Riotur tem evoluído nesse sentido, valorizando os profissionais e realizando seminários, encontros. E uma faculdade famosa na cidade pela formação de excelentes profissionais de Comunicação tem cursos pragmáticos e antenados às necessidades profissionais do mercado de eventos e turismo. Mas precisamos de mais.

Dia 30 de abril foi o dia do Profissional de Eventos. Temos muitos e excelentes profissionais no Rio, mas quantos tiveram chance de qualificação?

E os profissionais de turismo? Quem os forma hoje, ante essa perspectiva de que fazem parte de uma das mais poderosas cadeias de negócios da cidade do Rio de Janeiro e do Brasil? Quem os insere na modernidade de apps, alguns altamente nocivos à indústria hoteleira. E quanto ao viés econômico, dando-lhes a sua real grandeza e as inúmeras possibilidades dos profissionais formados nesses cursos? Quem se forma em Turismo escolhe a única profissão presente de futuro.

#vemprorio, pois teremos, em breve, os melhores profissionais formados em Eventos e Turismo. O DIA, essa coluna e os parceiros vão propor o debate e sugerir ações.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia