Mais Lidas

Empreendedorismo dá formação ao público LGBT

Programa já ajudou a qualificar pelo menos 164 pessoas na região metropolitana do Rio

Por leandro.eiro

Rio - Uma iniciativa financiada pela União Europeia auxilia empreendimentos de pessoas LGBT. O Projeto Micro Rainbow Brasil, desenvolvido há três anos em parceria com o Grupo Arco Íris e a Positive Planet Brasil, já atendeu 164 pessoas em situação de vulnerabilidade na região metropolitana do Rio. Entre elas, 81 se formaram no curso de empreendedorismo e outras 46 concluíram cursos de qualificação profissional nas áreas de gastronomia, hotelaria e moda.

Nesta terça-feira%2C ocorreu a formatura da quarta turma do curso de empreendedorismo%2C no auditório da OAB-RJDivulgação

Ontem à tarde, no auditório da OAB-RJ, ocorreu a formatura da quarta turma do curso de empreendedorismo. Durante dois meses, o projeto qualificou 30 pessoas em gestão de negócios e educação financeira.

Aberta ao público, a programação ainda contou com apresentação de produtos e serviços oferecidos por formandos e ex-alunos de turmas anteriores. "Queremos combater a homo e a transfobia de forma positiva, criando oportunidades concretas para membros da nossa comunidade realizarem seus sonhos e melhorarem suas condições financeiras. Queremos mostrar para o mundo que pessoas LGBT podem ser bem-sucedidas e reduzir, assim, a exposição à discriminação e violência", afirma Sebastian Rocca, CEO da Micro Rainbow Brasil.

A data também marca o lançamento da publicação 'Empreendedorismo LGBT: histórias de empoderamento socioeconômico no Rio de Janeiro entre 2015-2017', que reúne histórias de conquistas, superação e abertura de novas perspectivas de pessoas. "No contexto da crise que o Brasil atravessa, o empreendedorismo tem se mostrado uma excelente alternativa de inclusão e empoderamento LGBT", conclui Rocca.

Foi o caso, por exemplo, da consultora em imagem pessoal Laylah, que alcançou autonomia financeira, profissional e hoje tem a segurança de não viver cotidianamente a discriminação que muitas trans sofrem no ambiente de trabalho. Com o aporte do projeto, 53 empreendedores LGBT abriram ou expandiram seus negócios em áreas como artesanato, educação, fotografia, culinária e construção civil, desconstruindo a ideia de que pessoas LGBT estão profissionalmente restritas aos ramos da estética, artes e mercado do sexo.

Sede da ONG fica em Londres

Sediada em Londres, a Micro Rainbow Internacional é uma ONG pioneira no trabalho de inclusão socioeconômica de lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexuais, elaborando ferramentas, programas e recomendações para ajudar esse público a sair da pobreza em diversas partes do mundo.

A organização atua no Rio desde 2015, auxiliando pessoas LGBT de baixa renda a abrirem os seus próprios negócios e melhorarem suas qualificações profissionais. E, com isso, ajuda a reduzir a exposição à violência e discriminação.

Recentemente, o projeto ficou em segundo lugar na premiação Láurea-CAF 2017, que elegeu as melhores iniciativas de apoio ao microempreendedor do Brasil. O prêmio foi conferido pelo Banco Latino Americano de Desenvolvimento juntamente com a Aliança Empreendedora.

A publicação 'Empreendedorismo LGBT: histórias de empoderamento socioeconômico no Rio de Janeiro entre 2015-2017' está disponível em inglês e português desde segunda-feira, no perfil Micro Rainbow Brasil e no site www.micro-rainbow.org

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia