Marina Silva diz que militares ajudaram na transição democrática

Presidenciável voltou a dizer que Chico Mendes fez parte da elite brasileira. 'Elite não é quem tem dinheiro, é quem tem visão estratégica'

Por O Dia

Rio - A candidata do PSB à presidência da República, Marina Silva, afirmou nesta sexta-feira em sabatina "Visões de Futuro" na Federação de Indústrias do Rio de Janeiro que os militares ajudaram na transição democrática da ditadura para a democracia."Existem pessoas boas e corretas em todos os lugares", disse Marina.

Na semana passada, o Clube Militar anunciou apoio à Marina, chamando sua candidatura de "Fio de Esperança". Na segunda-feira, porém, o clube retirou o apoio anunciando voto em Aécio Neves (PSDB) por ser o "menos pior".

Marina%3A "Existem pessoas boas e corretas em todos os lugares"Thiago Lara / Agência O Dia

Marina também voltou a dizer que Chico Mendes fez parte da elite brasileira. "Elite não é quem tem dinheiro, é quem tem visão estratégica", disse.

Ao dizer que está sendo caluniada, a candidata citou o ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela. "Mandela ficou 25 anos na prisão. Vocês se lembram do nome de seus algozes?", perguntou ela à plateia. Em seguida, a candidata disse que os adversários de Mandela também o trataram como "mal supremo".

Marina está acompanhada do candidato a vice na chapa, Beto Albuquerque. O vice disse que os dois vieram ao Rio para "dizer em alto bom e som que são a favor da exploração do pré-sal".

Últimas de _legado_Eleições 2014