Bethe descarta ter 'ódio' de Ronda e afirma: 'Vou fazer muita gente ficar rica'

Brasileira manteve confiança na vitória sobre norte-americana

Por pedro.logato

Rio - Paraibana de Campina Grande, Bethe Correia, tem um jeito de durona e vem mostrando bastante autoconfiança, antes da luta de sábado contra Ronda Rousey pelo título do peso-galo do UFC. Porém, tudo que a brasileira quer é comemorar a vitória junto da sua família em sua cidade. De origem humilde, ela promete fazer muita gente ficar rica, caso aposte nela no combate principal do UFC 190.

"Tenho certeza que irei fazer uma grande luta. Venho me preparando para isso. Quero esse cinturão, vou fazer muita gente que apostou em mim ficar milionário da noite para o dia com a minha vitória", disse ela, que já planejou a comemoração em caso de vitória.

Bethe quer comemorar vitória com a família em Campina GrandeCarlos Moraes

"Quero estar ao lado da minha mãe, da minha família em Campina Grande. Eles sabem o quanto eu batalhei para chegar até aqui e quanto vencer será a realização de um sonho", afirmou.

Falando em família, a brasileira comentou sobre os pedidos da mãe de Ronda, que teria dito a americana para acabar rapidamente com a luta no HSBC Arena. Em tom mais ameno, Bethe afirmou que trata-se de um pedido natural.

"O que a mãe dela afirmou é normal. A minha mãe acha o mesmo. Ela me pediu para que eu vencesse logo, com um soco na cara dela. Acho que é coisa de mãe, mãe não gosta de ver as lutas, não quer ver a filha apanhando, nem batendo muito tempo", disse.

Apesar de todo o clima de provocação, que continuou nesta quinta-feira, a brasileira garantiu não ter nenhum problema pessoal com a norte-americana. Segundo Bethe, a atual campeã do peso-galo é apenas mais uma no seu caminho para realização de um grande sonho.

"Eu não tenho nenhum tipo de rivalidade com ela. Ela só é minha adversária no momento. Quero vencê-la para chegar ao meu sonho que é conquistar o cinturão. Se houve algum desentendimento, houve por parte dela que interpretou de maneira errado o que eu disse", concluiu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia