Silvana 'La Malvada' e Julie Werner apostam em experiência para vencer

Argentina e catarinense se enfrentam pela Superluta peso-mosca feminino no evento do próximo dia 19

Por pedro.logato

Rio - Além da categoria, a argentina Silvana "La Malvada" Juárez e a catarinense Julie Werner tem mais uma coisa em comum: experiência no XFC. Aos 30 anos, a estrangeira já vai para sua quinta luta na organização, enquanto a oponente, quatro anos mais velha, vai para a terceira. A ideia delas agora é aproveitar todo este conhecimento para o grande embate da superluta peso-mosca feminino (até 56,7kg), uma das grandes atrações do XFCi 14, que acontece no próximo dia 19 de março.

Silvana "La Malvada" vem de derrota para Poliana BotelhoDivulgação

Apesar de ter mais vitórias que derrotas e ter conquistado o título do torneio dos moscas da primeira temporada, Silvana "La Malvada" vem de um revés. A argentina foi derrotada por Poliana Botelho na disputa pelo cinturão mundial do XFC em setembro do ano passado. Na ocasião, a argentina passou mal após o quarto round e não teve condições de retornar. Para este embate com Julie Werner, ela destaca as características da adversária e espera não repetir alguns erros.

"Preciso fazer coisas diferentes, em termos técnicos, movimentação... Estou trabalhando da melhor forma possível para mudar e buscar fazer um grande espetáculo no dia da luta. Sei que ela (Julie) é uma lutadora muito experiente, forte, mas me sinto em ótimas condições para sair com a vitória", afirma Silvana, que tem cinco vitórias e apenas a derrota para Poliana na carreira como profissional no MMA.

Julie Werner destaca as características da adversária e espera não repetir alguns erros.Marcelo Franco/Fusion Photography

Assim como Silvana, Julie também vem de derrota. Ela perdeu para a russa Julia Berezikova, no XFCi 9, em maio do ano passado. A catarinense, no entanto, afirma já ter a receita para reencontrar o caminho das vitórias e já revela objetivos futuros.

"A Silvana é uma atleta dura e explosiva. Preciso me movimentar bem para sair com a vitória. Nós duas somos da trocação e isso fará com que seja uma luta intensa. A movimentação vai fazer toda a diferença. Mas, além de vencer agora, meu foco está em conquistar o cinturão do XFC. É o que eu estou buscando", destaca Julie, que tem oito vitórias e cinco derrotas no MMA.

Silvana e Julie têm experiência na organização, conhecem umas as outras e citam a movimentação como principal fundamento para vencer a luta. Da mesma forma como é difícil arriscar um palpite, não é exagero afirmar que temos tudo para ver um grande duelo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia