Mais Lidas

A moda que não sai da cabeça

Assim como alguns jogadores, torcedores brasileiros chamam atenção pelo visual

Por pedro.logato

Rio - Em alta na seleção brasileira, o cabelo grande e com cachos já fez sucesso em outras Copas do Mundo. Em 1974, quando a equipe ficou em quarto lugar, Jairzinho usava vistoso black power. Já em 1986, quando o Brasil saiu do torneio nas quartas de final, foi Casagrande quem deixou os cachos soltos, num corte ‘mullet’.

Com madeixas muito bem tratadas e de chamar a atenção, o atacante Willian, o lateral-esquerdo Marcelo, e os zagueiros Dante e David Luiz fazem moda no Mundial. Marcelo Nogueira, de 31 anos, Diogo Lima, de 21, e Guilherme Alves, de 22, usam cabelos idênticos aos dos jogadores e, claro, aprovam o visual dos craques brasileiros.

Cabelos dos torcedores fazem sucessoCacau Fernandes

Para Marcelo, que deixa o cabelo crescer há um ano e meio, seu estilo é mais parecido com o de Dante e o do xará Marcelo. “Muita gente pede para tirar foto comigo e destaca a semelhança”, conta. Já Diogo, que mantém o cabelo grande há dois anos, acha que o visual ajuda a caracterizar o jogador. Parecido com David Luiz, ele já foi parado na rua algumas vezes para tirar fotos e aprova o ‘look’ do camisa 4 da Seleção: “É bom para fazer a diferença.”

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Semelhanças à parte com Willian e Dante, Guilherme deixou o cabelo crescer para fazer tranças: “Eu também já fui parado na rua para tirar fotos. Todo mundo repara no cabelo”, ressalta ele, que mantém o visual desde 2012.

Nos salões, a procura do público masculino por tratamentos para cabelos cacheados aumentou desde a convocação da Seleção. Para a cabeleireira Zica Assis, dona da rede de salões Beleza Natural, as pessoas se sentem cada vez mais identificadas com seus cachos e cabelos crespos: “Muitos querem um cabelo mais natural e com identidade.” Ela destaca a importância de cuidar dos fios e de se preocupar em usar sempre creme de pentear, além de fazer hidratações para mantê-los saudáveis e fortes.

Segundo Zica, para o cabelo de Dante — fino e cacheado —, é recomendado corte em camadas, além de reparador de pontas “para definir o penteado black”.

Já para o cabelo do lateral Marcelo, a dica é fazer um “tratamento superrelaxante e ter cuidado ao pentear, já que é o cabelo mais fino e crespo de todos”. O de Willian segue a estrutura do de Marcelo e precisa também de cuidados. Zica indica hidratações e calma ao pentear para não quebrar os fios.

Reportagem de Luisa Caruso

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia