Barra Brava argentino com camisa do Flamengo é preso no Mané Garrincha

'Bebote' é um dos mais temidos hinchas da Argentina

Por O Dia

Pablo Álvarez foi detido por agentes da Polícia FederalDivulgação

Brasília - A Polícia Federal prendeu nas arquibancadas do estádio Mané Garrincha o barra brava Pablo Álvarez, mais conhecido como Bebote, um dos mais temidos 'hinchas' argentinos.

LEIA MAIS: Confira notícias e bastidores da Copa do Mundo

Bebote fazia parte da lista enviada pelas autoridades argentinas e estava impedido de ingressar no Brasil. No momento da prisão, ele estava usando uma camisa do Flamengo para tentar se disfarçar na multidão.

O barra brava foi conduzido diretamente para o Aeroporto Internacional de Brasília, para se deportado, diferentemente de outros infratores da Copa que recebem prazos para deixar o país.

Bebote conseguiu assistir ao jogo na Arena Corinthians, vestido de suíço e segundo o jornal 'La Nación', ele também esteve no Beira-Rio, no duelo contra a Nigéria.

O barra brava foi líder da extinta Hinchadas Unidas Argentinas (HUA), que reuniu diversas facções de barra bravas para torcer pela seleção. Torcedor do Independiente, Álvarez já prometeu se candidatar à presidência do clube.

Um episódio lamentável é creditado ao hincha. Quando o Independiente foi rebaixado, diversos cachorros foram enforcados nas redondezas do estádio Libertadores da América, em um ato de ameaça aos jogadores. Outro caso de violência vinculado ao torcedor foi quando ele ameaçou o jogador Fabián Vargas. Ele daria três tiros: dois na perna direita e um nos testículos, caso o atleta fosse jogar no rival Racing.

Últimas de _legado_Copa do Mundo