Mais Lidas

Alemanha com espírito verde e amarelo

Jogadores deixam a frieza alemã lá na Europa e se sentem em casa, dançando e cantando no país do futebol

Por pedro.logato

Rio - Enquanto a maior parte das seleções, uma vez no Brasil, optou pela reclusão, a Alemanha — a exemplo da semifinalista Holanda — esbanjou alegria por estar no país e buscou interagir com os brasileiros. Vários jogadores do elenco fizeram juras de amor e encantamento ao Brasil: dançaram, passearam e cantaram a oportunidade de conhecer de perto a nação do futebol.

Dentre os alemães, Lukas Podolski sobra como o mais empolgado: desde a chegada da seleção à cidade de Santa Cruz Cabrália, na Bahia, onde está concentrada, ele posta fotos, frases e vídeos nas redes sociais sobre a experiência no Brasil. Na semana passada, depois da vitória brasileira sobre a Colômbia, ‘Poldi’, como é conhecido, lembrou de Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho com uma mensagem.

Alemanha chegou ao Brasil e foi recebida por índiosReuters

“Meus ídolos! Ainda bem que não vão jogar!”, brincou Podoslki ao publicar fotos com os dois craques.

Bem-humorados, os alemães não se importaram com o assédio dos baianos e fizeram fotos com fãs na praia, em atividades no CT da equipe — construído pela federação alemã — e até durante jogos do Brasil. Schweinsteiger e Neuer, inclusive, gravaram um vídeo cantando a plenos pulmões um refrão do hino do Bahia — que fizeram para o amigo Dante, substituto de Thiago Silva no duelo. Pouco antes da estreia na Copa, índios Pataxós cantaram parabéns para o veterano Klose, que completou 36 anos. E que entrou no ritmo das danças indígenas, assim como os demais jogadores.

Camisa do Bahia também fez sucesso entre os alemãesReprodução Internet

LEIA MAIS: A tabela e a classificação da Copa do Mundo

Também ficou marcada pela solidariedade a relação dos alemães com o Brasil. Schweinsteiger visitou escolas, bateu bola com crianças e, em Porto Alegre, arriscou um passeio com o ex-companheiro de clube Zé Roberto.

Raras vezes os alemães deixaram de atender a fãs, e houve até uma curiosa investida de Schweinsteiger no ‘Lepo Lepo’ — ao lado, novamente, do goleiro Neuer. Para festejar o mês no Brasil, fizeram até um vídeo embalado por ‘A luz de Tieta’, de Caetano Veloso. O rival brasileiro de hoje ficou bem verde e amarelo.

Jogadores alemães posaram com a camisa do FlamengoReprodução Twitter

ALEMANHA COM TOQUE RUBRO-NEGRO

Para pelo menos uma (enorme) parte dos brasileiros, os laços com a Alemanha foram estreitados bem antes da Copa, quando a fornecedora de material esportivo da equipe lançou uma camisa em vermelho e preto — uma homenagem ao Flamengo. E, durante a Copa, vários jogadores aproveitaram para usar o uniforme do clube durante a passagem pelo Rio de Janeiro.


Após a vitória sobre a França, Schweinsteiger e Podolski postaram uma foto com a camisa do Flamengo. Um presente do lateral André Santos, que jogou com ‘Poldi’ e o zagueiro Mertesacker no Arsenal. Em bom português, Podolski inclusive já manifestou a ansiedade pelo confronto com o Brasil: “Não vejo a hora de enfrentar você, Brasil.”


Reportagem de Lucas Cahill

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia