Mais Lidas

Thiago Silva critica entrada de Zúñiga em Neymar: 'Acho um pouco covarde'

Capitão estará fora do duelo da semifinal, mas garante confiança no grupo para conseguir a classificação para a final

Por rafael.arantes

Minas Gerais - A despedida de Neymar ainda repercute na seleção brasileira. Mesmo com Felipão garantindo a total superação do grupo após a perda do craque, o capitão Thiago Silva não fugiu da responsabilidade de analisar o fato e crucificou o colombiano Zúñiga pelo lance que provocou a fratura na terceira vértebra lombar do camisa 10: Um ato covarde.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da seleção brasileira na Copa do Mundo

"O Neymar já fez a parte dele, agora é a hora dos outros 22. Foi tirado da Copa do Mundo por uma entrada, no meu ponto de vista, um pouco covarde. Eu que sou zagueiro, supostamente sei como marcar, e aquela situação não existe. Não tem como você passar com o joelho por dentro de um jogador e pegar a bola do outro lado. Para mim isso não existe", disse.

Thiago Silva criticou o colombiano Zúñiga por entrada em NeymarDivulgação

Outra questão comentada pelo capitão foi os supostos "sinais" de que poderiam estar colaborando ou não com a Seleção. Se a perda de Neymar pode ter sido um tipo de "aviso" negativo, Thiago se mostra contrário e lembra da bola na trave de Pinilla na partida das oitavas de final como um ponto positivo para o Brasil.

LEIA MAIS: Fifa não pune colombiano por entrada em Neymar

"O primeiro sinal foi a bola na trave. Tem muito gente falando que se a bola não entrou não entrava mais. A gente conversa sobre várias coisas, até mesmo fora do futebol. Se a gente não tiver com a cabeça tranquila fora de campo a tendência é a cabeça não estar na maneira como a gente quer", completou.

Suspenso, Thiago não estará em campo na semifinal desta terça-feira. O jogo contra a Alemanha acontece às 17h, no Mineirão.

Ausência na semifinal

Complicado. Da mesma forma que o Luiz Gustavo ficou fora do último jogo, agora sou eu. Falei para ele que a missão dele não tinha acabado e que venceríamos por ele. Na minha ausência e do Neymar, mesmo sendo diferentes, isso fortalece muito o grupo. Tanto o Dante como o Henrique podem jogar no meu lugar como lá na frente tem vários jogadores para substituí-lo. Eu não tive a intenção de tirar a bola do goleiro. Sabia que eu tinha um cartão amarelo e não tive aquele objetivo de acontecer aquilo. É difícil ficar fora. Vou sofrer, é normal. Estou muito confiante no pessoal que estará jogando e independentemente de quem o professor colocar em campo estaremos bem representados.

Diferencial contra a Alemanha

Olha, se tratando de uma semifinal de Mundial, o diferencial é o grupo. Não tem um jogador específico dentro da nossa tática ou na deles. Quanto menos errar melhor. O detalhe é determinante num tipo de jogo como esse. Então, existem jogadores de qualidade da parte de lá, como de cá também. É sempre um jogo muito disputado. Eu, infelizmente, não poderei estar em campo, mas estou tranquilo pois todos os jogadores farão uma grande exibição. Se depender de mim estarei com o coração dentro de campo, de repente esse seja o diferencial: o meu coração dentro de campo com os companheiros.

Pensamento de ser treinador

Acho que faltavam muitos anos, mas agora está aproximando cada vez mais. Eu tive grande treinadores na minha vida. Aprendi muito com cada um. Não estou pensando, mas já pensei a memorizar e ter essa ideia. Eu acho que como treinador, sendo muito tímido, vai ser difícil falar, mas vou trabalhar bem. Tive grandes exemplos, assim como o Felipão aqui do meu lado.

Apoio a Dante

O lance com o Dante aconteceu no fim do jogo e ele foi um dos primeiros jogadores a me cumprimentar e eu disse para ele que a oportunidade pode ser dada. Mas acho que, com certeza, ele está preparado. Trabalha muito duramente. É um profissional qualificado, que se esforça muito. Joguei com ele no Juventude e sei o quanto ele é um bom jogador.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia