Segundo jornal inglês, Fifa abafou caso de doping no futebol russo

De acordo com a reportagem, o Ministério do Esporte da Rússia encobriu um teste positivo de um dos jogadores inicialmente convocados para a seleção que disputa a Copa do Mundo

Por O Dia

Fifa pode ter abafado casos de doping no futebol russo antes da Copa
Fifa pode ter abafado casos de doping no futebol russo antes da Copa -

Inglaterra - De acordo com o jornal britânico 'The Mail on Sunday', a Fifa sabia e abafou casos de doping na elite do futebol russo. As revelações foram publicadas na noite deste sábado pelo diário e investigações estão sendo realizadas pela Agência Mundial Antidoping.     

Segundo a reportagem,  o Ministério do Esporte da Rússia encobriu um teste positivo de um dos jogadores inicialmente convocados para a seleção que disputa a Copa do Mundo, Ruslan Kambolov.

Ao todo, 155 casos de doping no futebol russo teriam sido revelados. Desses, 34 casos foram investigados e teriam chegado até a Fifa. A entidade insiste que, por mais de um ano, avaliou essas informações mas não abriu qualquer tipo de processo. Um mês antes da Copa, a entidade ainda declarou que considerava que as informações que dispunha eram 'insuficientes' para concluir se houve ou não um doping no futebol russo.

O caso mais problemático seria de Ruslan Kambolov. Em 2015, ele foi selecionado para passar por exames antidoping, enquanto jogava pelo Rubin Kazan. Seu teste deu positivo, levando o Ministério dos Esportes a procurar o chefe dos laboratórios, Grigory Rodchenkov, para pedir orientação. Rodchenkov foi quem denunciou o esquema de doping nas Olimpíadas de Sochi, em 2014, e que levou o esporte olímpico russo a ser parcialmente banido da Rio-2016.

Com informações de Estadão Conteúdo