Tite avalia opções em treino e comanda time sem Gabriel Jesus e com Fernandinho

Treinador fez testes em atividade secreta na cidade de Sochi

Por O Dia

Tite testa outras formações
Tite testa outras formações -

Sochi - Tite pode até não alterar a escalação do Brasil para o jogo contra a Sérvia, nesta quarta-feira, pela rodada final do Grupo E da Copa do Mundo, mas procura alternativas para a formação titular. Ainda em busca de um nível de atuação melhor após desempenho irregular da Seleção nos dois primeiros jogos na Rússia, o técnico tem aproveitado as atividades, quase sempre fechadas em Sochi, o seu 'quartel-general' para realizar testes, indicando que algumas certezas se tornaram dúvidas nos últimos dias.

Nesta segunda-feira, em atividade completamente 'secreta', o treinador fez um teste mais radical, ainda que cauteloso. Ele observou uma formação sem Gabriel Jesus, artilheiro da seleção sob o seu comando e camisa 9, mas que ainda não marcou gols na Copa do Mundo, com Neymar mais avançado e Fernandinho entre os titulares.

Embora o treinamento tenha sido fechado à imprensa, imagens divulgadas pela CBF TV mostraram Fernandinho em uma formação que também contava com Neymar e Philippe Coutinho, enquanto Gabriel Jesus estava em outra equipe. Isso poderia significar uma escalação mais fechada, com a manutenção de Casemiro e Paulinho, ambos volantes, além de Willian. E Neymar com total liberdade e mais avançado no setor ofensivo, o que inclusive o protegeria das faltas dos adversários e permitiria a utilização do seu talento em uma área mais decisiva, pela maior proximidade do gol

Vale ressaltar que Tite não comandou um coletivo, até por contar com apenas 17 jogadores de linha, como destacou Matheus Bacchi, filho do treinador e um dos seus auxiliares. "A gente fez um enfrentamento com a participação de todo o grupo, com dois times de seis e um de cinco, rodando quem se enfrentava", afirmou, em entrevista à CBF TV.

De qualquer forma, Fernandinho parece despontar como principal candidato a receber uma chance na seleção. Embora tenha sido titular com Tite em importantes jogos do Brasil, como o amistoso de março passado contra a Alemanha, o volante chegou à Rússia como reserva, só entrando em campo nos instantes finais do jogo contra a Costa Rica, no lugar de Gabriel Jesus, quando a seleção vencia por 1 a 0, na última sexta-feira.

Esse cenário, porém, tem chance de ser alterado para o duelo contra a Sérvia, como mostrou o treinamento, com Tite realizando testes. Para isso, pesam as atuações irregulares do Brasil. E o jogador do Manchester City poderia permitir ao treinador retomar o esquema tático 4-1-4-1, sendo que outra alternativa seria a sua entrada na vaga de Willian. "A seleção brasileira é um conjunto muito forte. Temos qualidades individuais que devem ser utilizadas a favor do coletivo, Essa é a força da seleção. Vamos precisar de todos contra a Sérvia", afirmou, recentemente, Fernandinho.

Outro jogador que pode receber uma chance de Tite é Renato Augusto. O meia é um dos nomes de confiança do treinador, que apostou nele no início do seu trabalho na seleção e viu o jogador corresponder. Hoje no futebol chinês, Renato Augusto perdeu a titularidade e também parte da preparação do Brasil para a Copa do Mundo por causa de problemas físicos.

Porém, a sua entrada no jogo contra a Suíça, quando o placar estava empatado em 1 a 1, mostra que ele não perdeu o status de peça importante para Tite. E Renato Augusto também foi testado ao lado de peças do setor ofensivo no último treinamento do Brasil em Sochi antes do duelo contra a Sérvia - a atividade desta terça-feira será no Spartak Stadium, palco do confronto em que a seleção precisa de um empate para avançar às oitavas de final da Copa do Mundo. Caso receba uma chance, Willian é o favorito a deixar o time.

Além disso, Tite recebeu uma boa notícia. O lateral-direito Danilo, em fase final de recuperação de lesão na região do quadril direito, que não é grave, já faz trabalhos de transição e não reclama de dores. Ele desfalcou o Brasil no duelo contra a Costa Rica e também ficará de fora do confronto contra a Sérvia, mas pode retornar em breve ao time. Isso traz alívio, pois Fagner é, hoje, a única opção de origem para opção - o treinador pode ter que improvisar o zagueiro Marquinhos ou Fernandinho na posição.