Jorge Sampaoli deixa o comando de seleção argentina após acordo com AFA

Técnico aceita reduzir valor da multa rescisória e deixa cargo recebendo 2 milhões de dólares, cerca de R$7,4 milhões, diz jornal

Por O Dia

Sampaoli estaria na mira do Flamengo
Sampaoli estaria na mira do Flamengo -

Argentina - Depois da eliminação precoce nas oitavas de final da seleção argentina na Copa do Mundo, Jorge Sampaoli deixou o comando da equipe. As partes entraram em acordo e o treinador aceitou reduzir o valor da multa rescisória de 8 milhões de dólares, aproximadamente R$29,6 milhões. Segundo o jornal 'Olé', o argentino deixará o cargo recebendo 2 milhões de dólares, cerca de R$7,4 milhões, como indenização. 

O contrato do treinador iria até o fim da Copa América do ano que vem, que será realizada no Brasil. Contudo, por conta das críticas da imprensa e dos torcedores e pela má campanha na Copa do Mundo, Sampaoli teve que deixar a seleção antes do esperado e foram argumentos decisivos para que aceitasse a redução da multa.

A primeira partida como técnico da Argentina foi contra o Brasil, onde obteve vitória por 1 a 0 em um amistoso realizado no dia 9 de junho do ano passado. A seleção argentina somente conseguiu se classificar para o Mundial na última rodada das Eliminatórias. Messi conseguiu levar a equipe à virada no duro jogo contra o Equador, que terminou em 3 a 1 em Quito.

Sampaoli participou de 15 partidas à frente da equipe, alcançando sete vitórias, quatro empates e também quatro derrotas. 

Na Copa do Mundo, a Argentina foi derrotada duas vezes, uma para a Croácia e outra para a França. A seleção chegou às oitavas de final após empatar em 1 a 1 com a Islândia e vencer a Nigéria por 2 a 1. 

Alguns nomes como Marcelo Gallardo, Matías Almeyda, Ricardo Gareca, Mauricio Pochettino e Diego Simeone estão sendo especulados para assumir o cargo.