Rivaldo volta a defender Neymar e critica VAR: 'Final de Copa não pode ter erro'

Ex-capitão da Espanha, Casillas também reclamou do árbitro de vídeo: 'Sinceramente, não entendo o uso dele'

Por O Dia

Neymar está sendo investigado pela justiça espanhola
Neymar está sendo investigado pela justiça espanhola -

Rússia - O VAR com certeza roubou a cena nessa Copa do Mundo e na final não foi diferente. Após se manifestar nas redes sociais para apoiar Neymar durante o Mundial, Rivaldo voltou ao Instagram dessa vez para opinar sobre o árbitro de vídeo.  

O pentacampeão questionou o comportamento dos franceses e os dois gols da equipe, que após o primeiro tempo ficou com o placar de 2 a 1 de vantagem. O ex-jogador opinou que as decisões do argentino Néstor Pitana prejudicaram o time de Luka Modric.

"Quando eu falei que todos jogadores faziam o mesmo que Neymar não estava errado. Neste momento, França está ganhando com um gol que não deveria ter acontecido por não ter sido falta, e o árbitro errou feio. Também o tal de VAR não entrou em campo a favor da Croácia e agora entrou a favor da França. Uma final de Copa do Mundo não pode ter um erro desses do árbitro que, de momento, está prejudicando a Croácia", escreveu.

Minutos depois, Rivaldo fez uma postagem inteiramente dedicada a Neymar. O ex-craque brasileiro afirmou que o camisa 10 do PSG ainda vai dar muitas alegrias ao povo brasileiro. 

"Eu sei que é muito duro perder uma copa do mundo. Hoje tem muitos torcedores criticando o melhor jogador do Brasil. Mas eu tenho certeza que este mesmo jogador irá dar grandes alegrias para o povo brasileiro. @neymarjr tem todo o meu respeito", disse Rivaldo.

O goleiro espanhol Iker Casillas também reclamou do VAR no Twitter. O ex-capitão da seleção da Espanha lembrou da falta que originou o primeiro gol da França.

"Sinceramente, não entendo bem o uso do VAR. O árbitro dá uma falta que não é (falta) em Griezmann. Gol da França nesta ação. Não acontece nada", criticou Casillas.

Galeria de Fotos

Neymar está sendo investigado pela justiça espanhola AFP PHOTO / Benjamin CREMEL
Rivaldo AFP