Fora da Volta da França, Contador 'praticamente descarta' ir ao Rio-2016

Ciclista brasileira não deverá marcar presença na Olimpíada

Por pedro.logato

Rio - O ciclista Alberto Contador, que abandou a disputa da Volta da França no último domingo, afirmou nesta terça-feira que já é quase certo que não poderá disputar os Jogos Olímpicos do Rio, no próximo mês. Duas vezes campeão da Volta da França, em 2007 e 2009, quando triunfou na prova mais tradicional do ciclismo mundial, o espanhol disse que não deverá conseguir se recuperar a tempo de lesões sofridas nesta edição do grande evento francês

"Dado o prognóstico (médico), os Jogos estão praticamente descartados. É uma pena e um importante golpe moral, pois eles eram o segundo grande objetivo do ano depois da Volta da França", lamentou Contador, em entrevista coletiva.

Alberto Contador não deve vir aos Jogos do RioDivulgação

Contador sofreu quedas na primeira e na segunda etapa desta edição da Volta da França, que ele acabou abandonando no último domingo quando faltavam pouco mais de 100 quilômetros para chegar à estação de Arcalis, em Andorra, após ter iniciado a etapa que teve largada em Vielha val D'Aran, na Espanha.

Contador foi submetido nesta terça-feira a exames de ressonância magnética que comprovaram que o ciclista sofreu lesões múltiplas, uma lesão muscular de grau 2 na coxa esquerda e uma outra na panturrilha da mesma perna esquerda. As lesões foram confirmadas pelo médico Manuel Leyes, que participou desta entrevista coletiva ao lado do ciclista espanhol. "O tempo estimados de recuperação para estas lesões é de umas quatro semanas", avisou.

Vencedor também da Volta da Espanha em 2008, 2012 e 2014 e do Giro d'Italia em 2008 e 2015, Contador, de 33 anos, chegou a ser suspenso por dois anos, em 2010, após ser considerado culpado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) por uso de doping, ocorrido durante a edição de 2010 da Volta da França. Assim, ele também perdeu o título da tradicional prova, que conquistou naquele ano.

Na época, a CAS não aceitou a justificativa de Contador, que havia declarado ter testado positivo para a substância proibida clembuterol por conta do consumo de uma carne contaminada. Com a decisão, o tribunal reverteu a decisão de Federação Espanhola de Ciclismo, que havia absolvido o ciclista.

Insatisfeitas com o julgamento da federação, a Agência Mundial Antidoping e a União Ciclística Internacional (UCI) recorreram à CAS pedindo a suspensão do ciclista espanhol por dois anos. E as entidades tiveram sucesso no recurso.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia