Ibovespa cai 1% mas se mantém acima de 60 mil pontos

Clima de cautela predominou na sessão com o agravamento dos conflitos na Ucrânia. Ação da Vale recuou 4% e pressionou o índice

Por parroyo

O aumento das tensões geopolíticas entre Ucrânia e Rússia espalhou cautela pelas bolsas mundo afora e influenciou também no desempenho do Ibovespa, que fechou no vermelho após disparar 4,3% nos três últimos pregões, com os investidores aproveitando para embolsar os lucros obtidos. Nesta quinta-feira, o principal índice da Bovespa caiu 1,08%, aos 60.290 pontos. O giro financeiro foi de R$ 9,1 bilhões, acima da média do mês de agosto - R$ 6,3 bilhões.

“A esticada do Ibovespa contribuiu para esse cenário de realização de lucros. Mas as ações mais impactadas pelo cenário eleitoral não tiveram quedas acentuadas, o que mostra o otimismo fundamentado em relação ao avanço de Marina Silva nas pesquisas. Além disso, o desempenho dela no debate e no Jornal Nacional foi considerado positivo”, avaliou o analista da Leme Investimentos João Paulo Brugger.

O índice foi impactado principalmente pela ação preferencial da Vale, que caiu 4,11%, pressionada pela queda no preço do minério de ferro no mercado internacional. A tonelada da commodity está sendo negociada na casa dos US$ 88, o menor valor em dois anos.

À frente dos ganhos, Marfrig ON subiu 3,42%. A Rússia vai aumentar as cotas de importação de carne bovina e aviária do Brasil e de outros países para substituir as sanções aplicadas aos países da União Europeia Estados Unidos, Canadá e Austrália.

Na outra ponta, MMX ON teve queda de 5,81%. Entre as blue chips, Petrobras PN caiu 0,18%, Bradesco PN perdeu 0,18% e Itaú PN teve queda de 0,95%.

Em relação às eleições, o Datafolha deve divulgar uma nova pesquisa eleitoral a partir de sexta-feira. No entanto, a expectativa do mercado é que os números venham em linha com os dois últimos levantamentos: Marina Silva (PSB) estaria bem à frente do tucano Aécio Neves no primeiro turno e ganharia da presidente Dilma Rousseff (PT) em um eventual segundo turno.

Nos Estados Unidos, a revisão do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre apontou avanço de 4,2% na atividade, e veio acima do esperado pelo mercado. No entanto, a agenda de indicadores ficou em segundo plano diante do agravamento dos conflitos na Ucrânia. Segundo o governo ucraniano, militares russos teriam invadido o país. Os combates na região leste se intensificaram e provocaram a morte de mais de 220 separatistas pró-Rússia. Diante do cenário, as bolsas fecharam com perdas. O Dow Jones caiu 0,25%, o S&P perdeu 0,17% e o Nasdaq teve queda de 0,26%.

No mercado de câmbio, o dólar recuou 0,28% frente o real, cotado a R$ 2,239 na venda.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia