Mais Lidas

Regime sírio reconquista 50% do território rebelde de Ghouta Oriental

Governo enviou centenas de combatentes como reforço para a região

Por AFP

Bombardeios na Síria
Bombardeios na Síria -

Beirute, Líbano - O regime sírio reconquistou mais da metade do reduto rebelde de Ghouta Oriental, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). "As forças do regime controlam mais de 50% do reduto rebelde, principalmente depois de ter reconquistado as localidades de Beit Sawa e d'Al-Achaari", disse o diretor da ONG, Rami Abdel Rahmane.

Nesta quarta-feira (7), o governo sírio enviou centenas de combatentes como reforço para a região de Ghouta Oriental. O cerco foi intensificado antes de uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU para discutir o cessar-fogo na região.

Graças a uma ofensiva terrestre, o regime de Bashar al-Assad controla 50% da área. Na ofensiva desta quarta-feira, bombardeios mataram 45 civis, sendo que dezoito mortes foram decorrentes de ataques aéreos russos, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH). Desde 18 de fevereiro, ataques do Exército mataram mais de 800 civis - incluindo 179 crianças, de acordo com a ONG.

A população da região aguarda a chegada da segunda etapa da ajuda humanitária na quinta-feira.

Apoiado pela Rússia, o governo sírio não esconde a determinação em reconquistar o último bastião rebelde próximo de Damasco. Quase 400.000 pessoas são vítimas do cerco desde 2013, que provoca a falta de alimentos e de remédios.

Fase de horror

O alto comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad al-Hussein, acusou o regime sírio de planejar o "apocalipse" em seu país e afirmou que o conflito entrou em uma nova "fase de horror".

O Conselho de Segurança da ONU se reúne nesta quarta em caráter de emergência para debater a resolução aprovada no fim de fevereiro que pedia um cessar-fogo de 30 dias em toda a Síria, mas que até o momento foi ignorada.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários