Romell Broom foi condenado por estuprar e matar uma garota de 14 anos em 1984
 - Divulgação
Romell Broom foi condenado por estuprar e matar uma garota de 14 anos em 1984 Divulgação
Por iG
Columbus - Um prisioneiro no corredor da morte de Ohio, EUA, que sobreviveu a uma tentativa de execução com injeção letal em 2009, faleceu devido a possíveis complicações da Covid-19.

Romell Broom, 64, foi colocado na "lista de prováveis detentos com ​​Covid-19" mantida pelo departamento de reabilitação e correção, de acordo com a porta-voz do sistema prisional estadual, Sara French, nesta terça-feira (29). 

Ohio tentou, sem sucesso, matar Broom, então com 53 anos, por injeção letal em 15 de setembro de 2009. A execução foi cancelada depois de duas horas, quando os técnicos não conseguiram encontrar uma veia adequada e Broom chorou de dor ao receber 18 picadas de agulha.

Ele foi devolvido ao corredor da morte, onde lutou sem sucesso para evitar uma segunda execução. Sua data mais recente era para março de 2022

Broom foi condenado por estuprar e matar Tryna Middleton, de 14 anos, após sequestrá-la em Cleveland, em 1984, quando ela voltava para casa de um jogo de futebol com dois amigos.