AstraZeneca
AstraZenecaAFP
Por AFP
A Dinamarca prolongou por três semanas a interrupção da aplicação da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca, alegando que precisa de "mais tempo" para descartar que esteja relacionada com o risco de coágulos sanguíneos, apesar de o regulador europeu e a OMS afirmarem que é segura.
"Decidimos hoje (quinta-feira, 25) estender nossa suspensão durante três semanas", disse em coletiva de imprensa o diretor da agência nacional de saúde do país, Søren Brostrøm.
Publicidade
Segundo o responsável, é preciso "mais tempo" para descartar totalmente a relação entre alguns casos detectados de coágulos pouco comuns mas graves e a vacinação com o produto da AstraZeneca.