Palestinos calculam danos da guerra em Gaza entre US$ 4 e 6 bilhões

Vice-ministro palestino da Economia, Taysir Amro, afirmou que valor não considera efeitos indiretos sobre a população e anunciou uma reunião de países doadores em setembro

Por marta.valim

A guerra na Faixa de Gaza provocou danos calculados entre quatro e seis bilhões de dólares, afirmou o vice-ministro palestino da Economia, Taysir Amro, que também anunciou uma reunião de países doadores na Noruega em setembro.

Amro explicou à AFP que o valor não leva em consideração os "danos diretos que afetam a economia de Gaza e pode aumentar após o cálculo dos efeitos indiretos sobre a população".

Um balanço mais preciso será elaborado quando a calma retornar ao território palestino superpovoado e submetido a um bloqueio, onde mais de 1.850 pessoas morreram no conflito e quase 500.000 foram obrigadas a abandonar suas casas.

O ministro não revelou detalhes sobre a reunião de países doadores.

Israel e o Hamas, que controla Gaza, iniciaram nesta terça-feira uma trégua no território, do qual as tropas israelenses se retiraram após 29 dias de ofensiva. O cessar-fogo, obtido com a mediação do Egito e dos Estados Unidos, deve durar, em tese, 72 horas.

Além de centenas de casas destruídas, há uma semana a única central elétrica da Faixa de Gaza parou de funcionar após um bombardeio israelense.

O território palestino, submetido desde 2006 a um bloqueio imposto por Israel, sofre uma escassez crônica de água e importantes problemas de fornecimento de energia elétrica.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia