Hillary pretente criar departamento para assuntos de imigração caso vença

O movimento é a mais nova investida da ex-secretária de Estado para atrair eleitores latino-americanos

Por lucas.cardoso

Nova York - A pré-candidata democrata à corrida presidencial dos Estados Unidos, Hillary Clinton, anunciou planos para criar um departamento nacional para assuntos de imigração, caso seja eleita. O movimento é a mais nova investida da ex-secretária de Estado para atrair eleitores latino-americanos.

O anúncio veio nesta quarta-feira, juntamente com o apoio do Fundo para Assuntos de Imigração do Estado de Nova York, um dos maiores grupos dos direitos dos imigrantes da região, e menos de uma semana antes da primária democrata no Estado, onde espera-se que um número substancial dos eleitores sejam latino-americanos.

Hillary Clinton venceu primárias do Partido Democrata no Estado de Carolina do SulDivulgação

A nova pasta teria como finalidade a coordenação de programas e políticas nas esferas estadual e federal, e trabalharia na integração dos imigrantes, refugiados e seus filhos em suas comunidades, de acordo com a campanha de Clinton. Um assessor disse que o departamento também ajudaria imigrantes sem documentos.

"Atualmente temos nove milhões de pessoas no nosso país que são elegíveis para a naturalização. Eles trabalham e pagam impostos mas não podem votar, participar de júris ou se alistarem no exército", disse Clinton. "A menos que se tornem cidadãos, eles correm o risco de serem separados de suas famílias", concluiu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia