Tinder anuncia mudanças para adolescentes no aplicativo

Mesmo que plataforma tenha filtro, usuários podem mentir idade. App também fez adaptações sobre transexuais

Por clarissa.sardenberg

Rio - O Tinder, famoso aplicativo de relacionamentos, anunciou que, a partir da próxima semana, os usuários com menos de 18 anos não poderão mais usar a plataforma. Atualmente, o aplicativo tem mais de 50 milhões de usuários, sendo que 3% destes são adolescentes de 13 a 17 anos.

Tinder anunciou mudanças no appDivulgação

Mesmo que a plataforma tenha um filtro que não permita que menores de idade sejam "combinados" com adultos, os usuários ainda podem mentir sobre sua idade e acabar tendo encontros com maiores de 18 anos.

"Em uma plataforma que realiza mais de 11 milhões de conexões, nós temos a responsabilidade de acessar constantemente as experiências de nossos usuários", disse a vice-presidente de comunicação, Rosette Pambakian, em um e-mail à rede norte-americana "CNBC".

"Coerente com nossa responsabilidade, nós decidimos cancelar o serviço para menores de 18 anos. Nós acreditamos que esta seja a melhor política a ser tomada", concluiu.

O aplicativo também anunciou mudanças na questão do tratamento com os transexuais. Segundo o CEO da empresa, Sean Rad, dentro de alguns meses, o aplicativo será alterado de modo a proporcionar uma melhor experiência para a comunidade transgênero.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia