Mulher que matou o marido por não fazer sexo é condenada à prisão perpétua

Vimla Vaghela, de 54 anos, suspeitava que seu marido teria uma amante

Por lucas.cardoso

Nova Déli - Uma mulher indiana, de 54 anos, foi condenada à prisão perpétua por ter matado seu marido após ter ficado revoltada com a falta de interesse sexual do parceiro. Vimla Vaghela, inicialmente alegou que teria matado o homem em legítima defesa, mas a investigação concluiu que na verdade o que houve foi um assassinato.

De acordo com o Popular, Vimla suspeitava de uma traição do companheiro e, então, em um acesso de raiva ela começou a espancá-lo com um pedaço de madeira. Narsinh não resistiu aos ferimentos e morreu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia