Grupo mata 936 terroristas do Estado Islâmico em ofensiva de 41 dias

Ação na Síria tirou a vida de 162 civis, entre eles 49 menores de idade e 32 mulheres. Confrontos prosseguem neste sábado

Por clarissa.sardenberg

Síria - A ofensiva das Forças da Síria Democrática (FSD), uma coalizão armada curdo-árabe apoiada pelos Estados Unidos, contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) deixou 936 pessoas mortas em 41 dias na cidade de Manbech, no norte da Síria, informou neste sábado o Observatório Sírio de Direitos Humanos. Pelo menos 650 membros da organização radical foram abatidos nos combates com as FSD, que contam com o apoio dos aviões da coalizão internacional antijihadista liderada por Washington.

Terroristas do Estado Islâmico estão sendo perseguidos e bombardeados por coalizão apoiada pelos EUA Reprodução Internet

Além disso, 114 combatentes curdos e árabes morreram nos violentos confrontos, que prosseguem neste sábado, segundo o Observatório. Ação tirou a vida de 162 civis nos últimos 41 dias, entre eles 49 menores de idade e 32 mulheres.

O Observatório documentou a morte de pelo menos 57 vítimas civis, entre elas 19 crianças, por causa dos bombardeios da coalizão internacional, enquanto o restante morreu por ataques do EI, explosões de minas, bombardeios de artilharia e disparos das FSD.

A coalizão curdo-árabe iniciou no dia 31 de maio uma ofensiva para tirar dos radicais o domínio de Manbech, um dos redutos do EI na província de Aleppo, junto à cidade de Al Bab, situada a cerca de 20 quilômetros. Nesta semana, as Forças da Síria Democrática (FSD) conseguiram se aproximar a até um quilômetro do centro da cidade de Manbech.

As FSD avançam dentro de Manbech com cautela devido às minas e artefatos colocados pelo EI em imóveis da cidade e às dezenas de milhares de civis que ainda permanecem em seu interior. Segundo os números do Observatório, pelo menos 13 mil residentes escaparam de Manbech desde o início da ofensiva e chegaram a zonas em mãos da milícia curdo-árabe.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia