Por clarissa.sardenberg

Cidade do Vaticano - Na próxima sexta-feira, o Vaticano irá divulgar o texto da constituição apostólica "Vultum Dei quaerare" ("Buscar a face de Deus", em tradução livre), escrita pelo papa Francisco, e que fala sobre a contemplação da vida das mulheres.

Papa Francisco vai falar especialmente para as mulheres em documento EFE

A constituição apostólica é um dos mais importantes documentos escritos por um Pontífice e pode tratar dos mais diferentes temas inerentes à vida na Igreja ou de seus fiéis. A última foi publicada pelo papa João Paulo II, em 1996, chamada de "Universi Dominici Gregis", que definia regras de eleição do Papa. Ao todo, 15 documentos do tipo - que não é igual àquele que determina os dogmas da Igreja - foram divulgados desde 1570.

Desde que assumiu o Pontificado, Jorge Mario Bergoglio tem uma "política" de valorização das mulheres, falando sobre elas em vários dos seus discursos. No Dia Internacional da Mulher do ano passado, o sucessor de Bento XVI afirmou que em um mundo onde elas estão marginalizadas é um "lugar estéril".

Em setembro, pediu o fim dos estereótipos sobre as mulheres e a criação de uma nova teologia voltada à elas - fato que poderá aparecer na constituição apostólica. Em outros momentos, o Papa criticou a disparidade salarial entre gêneros e o machismo.

Você pode gostar