Garçom é preso por servir salmão a cliente alérgico a peixe

Vítima apresentou denúncia contra o garçom após passar vários dias em coma no hospital

Por lucas.cardoso

Toronto - Um garçom canadense foi detido após servir salmão a um cliente com grave alergia a este tipo de peixe e que ficou em coma durante vários dias após consumi-lo. Veículos de comunicação locais informaram hoje da detenção, que aconteceu na quarta-feira na cidade de Sherbrooke, a cerca de 150 quilômetros a leste de Montreal, e que poderia ser o primeiro do país por servir comida perigosa para uma pessoa com alergia.

Cliente teria avisado ao garçom que era alérgico iStockphoto

O cliente, Simon-Pierre Canuel, apresentou a denúncia contra o garçom, de 22 anos de idade e cuja identidade não foi revelada, após passar vários dias em coma no hospital. Segundo Canuel, no dia 29 de maio foi ao restaurante Le Tapageur e solicitou um tartar de carne após informar ao garçom que sofria de alergias a peixe e mariscos.

Após as primeiras garfadas, Canuel se deu conta de que o tartar era de salmão e pouco depois sofreu um choque anafilático. Canuel foi hospitalizado na unidade de terapia intensiva do Centre Hospitalier Universitaire de Sherbrooke. Além da grave reação alérgica, Canuel sofreu um parada cardíaca.

"Quase morri", declarou à televisão pública canadense "CBC". A Polícia de Sherbrooke deteve o garçom após receber a denúncia.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia