Brasileiro é acusado de assassinar a própria filha, de 19 anos, nos EUA

Crime aconteceu na última quarta-feira. Polícia americana investiga se criminoso vivia no país ilegalmente

Por rafael.nascimento

Um brasileiro de 45 anos que vive nos Estados Unidos é acusado de matar a tiros sua filha de 19. Segundo a polícia, a universitária Sabrina da Silva, estudante da Bristol Community College, foi assassinada na última quarta-feira, no lado de fora da sua casa, na cidade de New Bedford, no Estado de Massachusetts.

Segundo a denúncia apresentada nesta segunda-feira, 8, o autor dos disparos que mataram Sabrina é seu pai, Walter da Silva, que vive em Danbury, no Estado vizinho de Connecticut. As autoridades não informaram a motivação do crime.

"Este caso de homicídio é particularmente arrepiante porque envolve um pai que é acusado da morte da própria filha", disse o procurador do Condado de Bristol Thomas Quinn III.

O brasileiro foi preso na sexta-feira, 5, na cidade de Bridgeport, em Connecticut, acusado inicialmente de ser foragido da Justiça e violar a condicional após ser condenado por tentar matar a mãe de Sabrina, Lilian Silva, em Weston, em Massachusetts, há mais dez anos.

A Justiça dos Estados Unidos afirmou que ele é um cidadão brasileiro e colocou em dúvida sua situação de imigrante. Silva participou de uma audiência na segunda-feira, mas não se sabe se ele tem uma advogado.

A mãe da vítima declarou que ficou aliviada ao ser informada sobre a prisão de Silva. "Estou muito interessada em saber o que ele vai dizer. E quero justiça", disse Lilian, em comentários publicados pelo jornal The Boston Globe. "Dói profundamente não ter minha filha."

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia